Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

D´Alessandro: "Não posso recuperar a bola como fazem os volantes"

Técnico Celso Roth quer mais participação dos meias, mas argentino pede liberdade pra ele e para Oscar

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

VIPCOMM
Jogador argentino concedeu a primeira entrevista coletiva do ano nesta semana
D´Alessandro quer liberdade para os meias do Inter. O argentino entende que tanto ele como Oscar precisam focar as atenções na armação de jogadas e não em uma maior contribuição defensiva.

“Eu posso não concordar com o treinador. Eu não vou conseguir correr e recuperar a bola como fazem os volantes. Já falei um monte de vezes e não quero falar mais. Jogadores que atuam do meu jeito precisam ajudar o time, tem que fazer a sua parte, mas não da mesma forma que fazem os volantes”, disse.

Após a vitória diante do Jorge Wilstermann o técnico Celso Roth encheu a dupla Oscar e D´Alessandro de elogios. Porém, apontou algumas correções para os próximos jogos. Uma delas seria maior participação de ambos.

“Eles foram tecnicamente bem, precisam ter um pouco mais de atenção sem a bola. Precisaremos da participação maior dos dois em jogos mais equilibrados. Tivemos um probleminha prático, que dificilmente se enxerga. Oscar e D´Alessandro às vezes se desligam do jogo e ficam um pouco longe. Precisamos sempre de um meio de campo cheio. Os meias precisam ficar perto. São detalhezinhos que precisam melhorar”, avaliou.

D´Ale aceitou os argumentos, mas se permitiu discordar. Ele ainda aproveitou para elogiar muito o parceiro Oscar e disse que o garoto evoluiu muito nos últimos tempos.

“Eu aceito, mas acho que tenho a liberdade de não concordar com ele (Roth). O Oscar tem 20 anos e acho que tem que ter uma liberdade para mostrar o que pode fazer”, explicou D´Ale.

A preocupação é com a parte defensiva. Celso Roth, por enquanto, sequer cogitou a possibilidade de tirar um dos armadores. Porém, os dirigentes deram a ideia que uma postura mais cautelosa pode ser adotada em jogos mais complicados.

“Muitas vezes o que a gente tem de imaginário pode não ser o ideal. Com Oscar e D'Alessandro, o time atua de forma mais bonita, mas nem sempre é possível fazer isso. É preciso vencer”, explicou o vice de futebol Roberto Siegmann.

O time volta aos treinos nesta sexta-feira, às 16 horas. Roth vai definir a escalação para a próxima rodada, e pode poupar alguns titulares. No sábado, às 16 horas, o Inter visita o Lajeadense pelo Gauchão. A delegação já embarca para o México no domingo, onde enfrenta o Jaguares, quarta-feira (dia 6) pela Libertadores.

Leia tudo sobre: InternacionalD´Alessandro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG