Atacante do São Paulo comentou ainda sua não convocação para a seleção brasileira e disse que ainda sonha em jogar com a amarela

Presente em dois momentos importantes da história do São Paulo e do goleiro Rogério Ceni , o atacante Dagoberto admitiu que pode deixar o clube no ano que vem - ele fez gols no dia do milésimo jogo do goleiro e no dia do gol cem do arqueiro, contra o Corinthians. O artilheiro do time na temporada com 20 gols avisou que pediu um aumento salarial à diretoria são-paulina, mas que se não chegarem a um acordo, ele pode deixar o clube em abril de 2012, quando acaba seu contrato.

Dagoberto, atacante do São Paulo
AE
Dagoberto, atacante do São Paulo
Siga o iG São Paulo no Twitter

"Isso é uma coisa que nós já conversamos, continuamos conversando. Teve um contato entre as partes. E sempre deixei claro que o que eu quero é uma valorização. Tenho meus projetos pessoais, isso está muito bem fixado. Tenho contrato até 19 de abril e se não chegar a um acordo, cada um segue sua vida", admitiu o camisa 25.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Vivendo uma ótima fase pelo São Paulo, além da valorização, Dagoberto disse que ainda sonha em vestir a camisa da seleção brasileira, mesmo tendo ficado de fora da convocação para os dois jogos diante da Argentina, onde só atletas que atuam no Brasil foram chamados por Mano Menezes.

"Continuo com a vontade. Fico feliz pelos jogadores daqui que foram. Seleção é um lugar que todos almejam, sonho de criança de todos, mas estou tranquilo e feliz pelo meu momento e espero continuar assim", disse Dagoberto, que preferiu não cutucar o técnico do Brasil. "Cada um tem uma cabeça, né? Respeito, estou fazendo meu melhor. Ser convocado não depende só de mim".

Dagoberto disse ainda que vê alguns jogadores à sua frente por uma vaga no time nacional, e citou Leandro Damião, do Inter, como um deles. "Tem grandes jogadores aqui. O Damião está fazendo muitos gols. Meu momento é muito bom também, vejo dessa maneira. A convocação é uma coisa pessoal. Estou fazendo meu melhor, tenho que estar bem para chegar à seleção", completou o atacante.

Mano Menezes chamou quatro jogadores do São Paulo para os jogos contra os argentinos - Lucas, Cícero, Rhodolfo e Casemiro -, deixado Dagoberto de fora. Para o ataque, Mano Menezes convocou Neymar, Fred, Leandro Damião e Ronaldinho Gaúcho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.