Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dagoberto grava vídeo de despedida e chama Juvenal de 'figuraça'

Atacante agradece ao São Paulo e chega a pedir desculpas por erros que admite ter cometido

Gazeta |

Reprodução
Dagoberto se diz feliz por ter feito parte do São Paulo
Após a eliminação nas semifinais da Libertadores de 2010, quando foi responsabilizado por membros do elenco e da diretoria, Dagoberto justificou a reserva sob o comando do interino Sérgio Baresi pela presença de um inimigo dentro do clube que ainda tentaria descobrir quem é. O atacante sai do São Paulo sem divulgar seu desafeto, mas elogiando o presidente Juvenal Juvêncio.

"Agradeço de coração, principalmente ao Juvenal, um cara que é uma figuraça, bacana, que joga limpo e duro, muitas vezes, mas sempre em prol do clube", apontou o atleta em passagem pelo CCT da Barra Funda. Lá, muitas vezes, o jogador, agora reforço do Inter, viu o vice-presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, contestá-lo.

Veja também: Dagoberto espera marcar o nome na história do Internacional

O afastamento de Leco do departamento de futebol em maio até fez o empresário de Dagoberto, Marcos Malaquias, comemorar, avisando que a presença de Adalberto Baptista como dirigente tornou possível uma renovação com o Tricolor.

Juvenal, contudo, se irritou com as dificuldades impostas pelo jogador e seus representantes. Assim, o acerto ocorreu com o Inter, que aceitou até gastar R$ 1,4 milhão para tê-lo em janeiro, não em abril, quando acabava o vínculo com a equipe do Morumbi.

Bicampeão brasileiro com o São Paulo, Dagoberto pede desculpas por seus equívocos em quase cinco anos no time. "Peço perdão às pessoas que muitas vezes se sentiram ofendidas e por meus erros. Procurei sempre fazer o meu melhor. As críticas fazem com que a gente aprenda. Somos seres humanos, falhos, mas buscando sempre o melhor", justificou.

Leia ainda: Por R$ 1,4 milhão, São Paulo libera Dagoberto para o Inter

Em vídeo veiculado no site oficial do clube, o atleta encheu a agremiação de elogios. "Cheguei aqui um menino cheio de sonhos e estou saindo daqui um homem realizado, uma pessoa com filhos, casado. O que vou levar realmente de tudo isso são as boas lembranças. Fiz muitos amigos", comentou.

"Agradeço principalmente ao torcedor. O carinho que estou levando aqui vai ficar para o resto da minha vida porque sempre me apoiaram e deram força. Eu me sinto orgulhoso de ter ficado marcado na história deste clube. Saio por um lado triste, porque foi uma história linda, mas feliz por ter feito parte deste clube. Busco novos ares e desafios porque a vida é feita disso", concluiu o artilheiro do São Paulo em 2011.

Leia tudo sobre: São PauloDagobertoInternacionalmercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG