Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dagoberto decide e São Paulo abre vantagem sobre o Goiás

Com um a mais desde o 1º tempo, o time de Carpegiani fez 1 a 0 no primeiro jogo das oitavas de finais

Gazeta |

No dia em que Juvenal Juvêncio foi reeleito presidente, o São Paulo deu um passo importante na luta pelo título da Copa do Brasil e pelo consequente retorno à Copa Libertadores. Com um gol de Dagoberto, o time paulista venceu o Goiás por 1 a 0, no Serra Dourada, e abriu vantagem nas oitavas de final da competição nacional.

A equipe esmeraldina, que foi dominado durante todo o confronto, reclama da expulsão do atacante Felipe Amorim aos 22 minutos do primeiro tempo. Já os são-paulinos podem lamentar o grande número de oportunidades perdidas, principalmente na etapa final, quando o goleiro Harlei teve atuação destacada.

O jogo de volta será na quarta-feira que vem, no Morumbi, e marcará a estreia de Luís Fabiano. Os paulistas também devem contar com Lucas, que cumpriu suspensão nesta noite em função da expulsão contra o Santa Cruz e ainda será julgado pelo STJD. Um empate garante a vaga para a enfrentar o Avaí. Derrota por 1 a 0 leva para os pênaltis.

O jogo
Com Ilsinho, Dagoberto e Marlos flutuando à frente da defesa e Casemiro com liberdade para atacar, o São Paulo entrou em campo disposto a ditar o ritmo da partida. No entanto, mesmo com enorme superioridade tricolor na posse de bola, as esperadas tabelas não aconteceram em grande número e chances claras de gol não foram criadas com frequência no primeiro tempo.

A situação poderia ter melhorado quando o atacante Felipe Amorim recebeu dois cartões amarelos consecutivos e deixou o esmeraldino com um jogador a menos. A primeira advertência foi aos 20 minutos, por um domínio com o braço. A segunda veio dois minutos mais tarde, por um empurrão em Carlinhos Paraíba que parou o ataque são-paulino. Os goianos reclamaram de exagero por parte do árbitro Marcos André da Penha.

Logo após o cartão vermelho, o técnico Artur Neto recuou ainda mais o time anfitrião e dificultou que os paulistas entrassem na área tocando a bola, o que aconteceu apenas duas vezes na primeira etapa. Aos 29, Jean recebeu ótimo passe de Dagoberto pela direita e bateu cruzado, rente à trave. Aos 44, Ilsinho cruzou da esquerda e Carlos Alberto cortou para escanteio antes que Marlos finalizasse no centro da área.

Carpegiani mostrou-se insatisfeito com a inoperância ofensiva e apostou em Henrique na vaga de Casemiro no intervalo. Coincidência ou não, o placar foi aberto logo aos dois minutos da etapa final: Dagoberto carregou a bola entre os zagueiros na entrada da área e chutou cruzado, balançando as redes no canto direito de Harlei.

Mesmo em desvantagem, o Goiás não se lançou ao ataque e o tricolor continuou dominando. Ao contrário do primeiro tempo, as oportunidades surgiram em maior número, mas Harlei apareceu. O primeiro a parar nas mãos do arqueiro foi Henrique, em chute colocado na entrada da área. Rhodolfo arriscou de longe e também parou nas mãos do camisa 1, assim como Ilsinho, que recebeu ótimo passe de Dagoberto e foi prensado pelo rival.

Na metade do segundo tempo, os dois técnicos fizeram alterações distintas. Enquanto Carpegiani trocou a velocidade de Marlos pela cadência de Rivaldo, Artur Neto trocou de centroavante: Hugo por Guto. No entanto, quem teve a melhor chance foi o São Paulo, novamente com Ilsinho, que tentou driblar Harlei e foi novamente atrapalhado pelo goleiro.

No fim do jogo, o São Paulo trocou passes e pouco foi ameaçado, exceto por um chute cruzado de Guto que Rogério Ceni defendeu com tranquilidade. Artur Neto ainda trocou Oziel e Rafael Toloi por Robert e Valmir Lucas, mas o resultado não mudou.  

Milton Trajano
Charge com Juvenal Juvêncio falando para o zagueiro Alex Silva

FICHA TÉCNICA - GOIÁS 0 x 1 SÃO PAULO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 20 de abril de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e José Maciel Linhares (ambos do ES)
Público: 28.526 pagantes
Renda: R$ 815.610,00
Cartões Amarelos: Rafael Toloi e Felipe Amorim (Goiás); Juan e Marlos (São Paulo)
Cartão Vermelho: Felipe Amorim (Goiás)

Gols: SÃO PAULO: Dagoberto, aos dois minutos do segundo tempo.

GOIÁS: Harlei; Oziel (Robert), Ernando, Rafael Tolói (Valmir Lucas) e Marcão; Carlos Alberto, Zé Antônio, Marcelo Costa e Amaral; Felipe Amorim e Hugo (Guto). Técnico: Artur Neto

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Rhodolfo, Alex Silva, Miranda e Juan; Jean, Casemiro (Henrique), Carlinhos Paraíba e Ilsinho; Marlos (Rivaldo) e Dagoberto. Técnico: Paulo César Carpegiani

Leia tudo sobre: são paulogoiáscopa do brasil 2011dagobertocarpegiani

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG