Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Dagoberto chama Andrés Sanchez de mentiroso e irresponsável

Presidente do Corinthians disse que atacante são-paulino já havia acertado com o Santos, fato desmentido pelo jogador

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

Vipcomm
Dagoberto, atacante do São Paulo
Logo após o clássico desta quarta-feira, no Morumbi, o presidente do Corinthians, Andrés Sachez, disse que o atacante Dagoberto, do São Paulo, já havia acertado sua ida para o Santos . O jogador tricolor, no entanto, negou a informação dada pelo mandatário rival e ainda disparou contra Sanchez, o chamando de mentiroso e irresponsável.

Siga o iG São Paulo no Twitter

"Já expliquei inúmeras vezes, vocês (imprensa) têm que acreditar mais nas minhas palavras, parar de acreditar nos outros. Quem resolve minha vida sou eu, não é presidente do Corinthians, nem apresentador de TV. Sempre deixei tudo bem claro, meu carinho pelo clube, minha admiração. Vocês vão na onda dos outros, pessoas que querem tirar problemas do próprio clube e colocar aqui no São Paulo, que é organizado", disse Dagoberto. 

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

"E não vai ser fulano ou ciclano que vai tirar o foco da equipe dele e passar aqui para o São Paulo. Foi uma trremenda mentira o que ele (Sanchez) falou, não tem cabimento algum, nunca tive conversa com o Santos. Meu empresário tentou ligar para ele e ele não atendeu o telefone. Eu não entendi de onde ele tirou isso, falou de valores, de luvas. É triste. Por isso que o Brasil está do jeito que está. Pessoas sem responsabilidade nenhuma falam essas coisas, tenho família. Sou homem de falar e cumprir o que eu falo", esbravejou o atleta.

Segundo Andrés Sanchez, o suposto salário de Dagoberto com o Santos seria de R$ 300 mil por mês, mais R$ 2 milhões de luvas. O presidente do clube praiano, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, também negou qualquer acerto e ainda ironizou o corintiano. "O Andrés é um enorme gozador. Evidentemente é uma brincadeira dele", disse o santista.

Dagoberto disse ainda que sempre procura ser transparente nas suas situações e voltou a alfinetar Sanchez. "Procuro pensar em tudo antes de falar. Você está lidando com pessoas, emoções, paixões. Tenho um respeito pelo torcedor são-paulino. E ai chega uma pessoa que não tem nada a ver com o São Paulo e fica falando essas coisas. É uma grande falta de ética, falou do Santos e do São Paulo, que não tem nada a ver com o time dele", disparou.

Mesmo negando qualquer possibilidade de ir para o Santos, pelo menos no momento, Dagoberto avisou que seu ciclo no São Paulo pode estar chegando ao fim. "Tivemos uma conversa legal com o Adalberto Baptista (diretor de futebol), mas não houve uma evolução. Mas é uma coisa normal. Não vejo mal algum nisso. Me contrataram por cinco anos, estou cumprindo. Se não houver um acerto, se encerra o ciclo. Tem mais sete meses de contrato. Estamos bem no Brasileirão, tudo é gostoso aqui dentro. E se não houver o acerto, cada um segue sua vida", disse.

Por fim, o artilheiro do São Paulo na temporada com 20 gols admitiu o desejo de jogar no futebol europeu. Mas para isso, precisa receber propostas concretas para poder pensar no assunto. "Meu desejo é jogar no exterior. Tenho isso em mente. É tudo muito bom aqui e tenho meu objetivo lá fora, mas para concretizar isso, preciso de coisas concretas. Meu contrato está acabando e vamos ver o que vai dar", finalizou Dagoberto, que tem vínculo com o clube do Morumbi até 19 de abril de 2012.

Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2011DagobertoSantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG