Tamanho do texto

Presidente Zezé Perrella elogiou o trabalho do treinador e disse que ele pode voltar ao clube futuramente

A mudança no comando técnico do Cruzeiro parece não ter sido tão traumática para Cuca , que deixou o cargo. O treinador esteve na Toca da Raposa II nessa segunda-feira para se despedir dos jogadores e funcionários do clube e falou à imprensa. Cuca acha que teria condições de tirar o time da atual situação, mas isso poderia demorar mais tempo. Para ele, a mudança à frente do time pode trazer motivação aos jogadores.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Na apresentação de Joel Santana, o presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella disse que a saída partiu do treinador. “Por mim segurávamos o Cuca, mas ele pediu demissão. O próprio treinador, quando se sente incomodado com os resultados, tem a liberdade de pedir demissão”, revelou Perrella.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

O mandatário do Cruzeiro elogiou Cuca e disse que o treinador deixa portas abertas na Toca da Raposa II. “Quero agradecer ao Cuca pelo trabalho, extremamente correto. Cuca ficou um ano no cargo. No Brasil, isso é uma eternidade. Cuca pode voltar um dia, mas futebol é momento. Ele achou que estava na hora de ir. Um profissional exemplar. Sai deixando as portas abertas”,revelou Perrella.

O treinador fez um balanço de sua passagem pelo Cruzeiro. “Entrei em uma situação ruim. Fomos campeões mineiros e fizemos um futebol lindo. Aquela vitória do Estudiantes foi boa (5 a 0, na fase de grupos da Libertadores), fez bem para gente. As goleadas também. Não tive problemas de relacionamento aqui, desgaste todo mundo tem. Acho que saio e não deixou inimigos”, concluiu o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.