Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cuca reclama muito da arbitragem e da falta de sorte no clássico

Treinador questiona auxiliar que validou gol cruzeirense e parou ataque do Atlético-MG no segundo tempo

Gazeta |

O técnico Cuca não aceitou muito bem as reclamações da torcida após a derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro , nesse domingo, na Arena do Jacaré. O treinador elogiou o desempenho do Atlético-MG , que teve domínio nos chutes a gol e na posse de bola, e reclamou de impedimento no primeiro gol de Montillo , aos 12 da primeira etapa.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

No lance, o atacante Wellington Paulista serviu o argentino, que aparentou estar com o joelho à frente da linha de zaga. "Mas, não é choro. De novo um erro de arbitragem que custa um jogo. Você tem um gol mal dado, porque estava impedido no primeiro do Montillo. No segundo tempo, o rapaz errou em no mínimo três ou quatro lances muito duvidosos. E, em algum deles, o nosso time ia ficar na cara do gol. Com 1 a 1, você vai ganhar um jogo. Na despedida do bandeira Helbert, ele foi muito infeliz e prejudicou extremamente. A história do jogo seria outra", analisou.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

Sobre os protestos dos alvinegros com relação ao goleiro Renan Ribeiro , que falhou ao não conseguir espalmar a bola no tento anotado aos 43 minutos do segundo tempo, o comandante preferiu exaltar a partida de toda a equipe.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

"A gente fica de mãos atadas quanto a isso. Agora, não pode a gente chegar aqui e esconder a partida que a gente fez. A torcida fica brava, xinga, mas ela viu o time dela jogando melhor, criando mais oportunidades que o rival", disse, indicando como problema a falta de sorte pela qual passa o Atlético-MG.

"O momento que o Atlético vive é complicado. As bolas que estão indo para o gol estão entrando. Elas não batem na trave, não vão para fora. O juiz não marca o impedimento. O empate já era muito injusto, na minha opinião, e essa bola no final, aos 43 minutos do segundo tempo, só selou a injustiça", completou.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011Cuca

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG