Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cuca nega ter agredido "malandro" Rentería em derrota cruzeirense

Treinador deu uma cotovelada no jogador do Once Caldas nos minutos finais da derrota por 2 a 0, que marcou a eliminação de seu time

iG São Paulo |

A derrota por 2 a 0 em casa para o Once Caldas na última quarta-feira, que eliminou o Cruzeiro da Copa Libertadores, foi marcada pela agressão do técnico Cuca ao atacante Rentería. Já nos acréscimos da partida o treinador cruzeirense deu uma cotovelada no jogador adversário quando a bola saiu pela lateral de campo. Cuca, por sua vez, nega que tenha agredido o rival, a quem chamou de “malandro”.

“Nesse negócio do Rentería, a bola vem na minha direção, eu me agacho e seguro a bola. Faço esse movimento com a bola (abre os braços) e ele se choca comigo. Lógico que, malandro que quer ganhar tempo faltando um minuto, consegue o objetivo dele”, disse Cuca em entrevista coletiva depois da eliminação.

O lance gerou muita revolta por parte do Once Caldas. Como o árbitro não viu a agressão, deixou o jogo seguir e o Cruzeiro partiu para o ataque. Quase que imediatamente um membro da comissão técnica colombiana invade o gramado para interromper a partida. Indignado, Rentería tenta partir para cima do técnico cruzeirense, mas é contido.

Fora da Libertadores, o Cruzeiro agora concentra suas força na final do Campeonato Mineiro. O time encara o rival Atlético-MG em dois duelos. Classificado na competição continental, o Once Caldas terá o Santos pela frente nas quartas de final.

null

Leia tudo sobre: cruzeirocopa libertadores 2011cucaonce caldascolômbia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG