Tamanho do texto

"Eu fico pressionado porque ficam querendo saber se vou para o São Paulo. É duro isso, não tem nada", disse

O técnico Cuca garantiu neste domingo sua permanência no Cruzeiro , pelo menos por enquanto. Apesar de ter seu nome na lista de interesses do São Paulo, o comandante negou que esteja em negociação com a diretoria do clube do Morumbi.

"Isso é tudo lorota. O Carpegiani está lá trabalhando e vai se apresentar amanhã (segunda). Eu fico pressionado porque ficam querendo saber se vou para o São Paulo. É duro isso, não tem nada. O Carpegiani vai fazer o trabalho dele. Amanhã ou depois, se surgir alguma situação, são outras questões", afirmou.

Ainda no gramado do estádio em Sete Lagoas, depois da conquista do título mineiro, o comandante da Raposa foi enfático ao falar sobre sua situação. "Sou funcionário do Cruzeiro", sentenciou.

A situação de Paulo César Carpegiani no São Paulo está indefinida desde a eliminação do clube nas quartas de final da Copa do Brasil, na noite de quinta, diante do Avaí. Desde então, os nomes de Cuca e também do atleticano Dorival Júnior surgiram como cotados para o cargo no Morumbi.

A diretoria são-paulina prometeu analisar profundamente o trabalho de Carpegiani durante este fim de semana e se pronunciar na segunda-feira sobre o que foi definido. Cuca já trabalhou no Morumbi, em 2004, e tem boa relação com o presidente tricolor, Juvenal Juvêncio, que até consulta o treinador sobre algumas contratações.

Após o jogo o técnico Cuca teve de falar sobre o São Paulo, clube que dirigiu em 2004
Milton Trajano
Após o jogo o técnico Cuca teve de falar sobre o São Paulo, clube que dirigiu em 2004

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.