Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cuca inverte laterais de olho nas características do adversário

Pablo pode começar jogando pela esquerda para evitar avanços do ataque paraguaio daquele lado do campo

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Vippcom
Pablo deve ser escalado na esquerda por ter características mais defensivas que Diego Renan
O técnico Cuca confirmou o time do Cruzeiro que enfrentará o Guaraní, do Paraguai, nessa terça-feira, pela segunda rodada do Grupo 7 da Copa Libertadores. A única mudança quanto à equipe que estreou na semana passada é a troca de Gilberto por Diego Renan. O primeiro está contundido e foi vetado pelo departamento médico do Cruzeiro. Assim como foi na estreia contra o Estudiantes, da Argentina, o treinador cruzeirense deve montar sua equipe para anular os pontos fortes do adversário. Para isso, pode mudar o lado de seus laterais.

No último treinamento coletivo antes da concentração para o jogo, Cuca chegou a inverter o lado dos dois laterais. Diego Renan, que começou a temporada na esquerda, foi para a direita, trocando de lado com Pablo. Durante sua entrevista coletiva, Cuca não quis confirmar a troca, mas deixou no ar a explicação para a mudança. “Se o adversário tem um ponta mais agudo de um lado, você opta por seu defensor mais forte daquele lado. Temos dois laterais polivalentes e ninguém vai improvisar nada. São dois jogadores que jogam numa ou noutra. Estamos apenas colocando um jogador que sabe defender numa posição que a gente acha ideal”, disse o treinador.

Depois da derrota no clássico contra o Atlético, Cuca reclamou dos espaços deixados pelo lado esquerdo com os avanços de Diego Renan. Isso significa que a inversão dos lados pode estar relacionada ao poderio ofensivo dos paraguaios pela direita, aproveitando essa deficiência de Diego Renan. Para solucionar o problema, Cuca usaria Pablo desse lado, já que o jogador tem mostrado boa cobertura na defesa.

Durante as categorias de base do Cruzeiro, Diego Renan atuou na maior parte do tempo como lateral-direito, o que facilitaria a mudança do treinador. “Não muda muito não, porque agora vou estar jogando do meu lado direito, eu sou destro, não muda muito, só posicionamento. Pelo lado esquerdo, a tendência é ir (atacar) mais pelo meio”, observou o lateral.

 

Leia tudo sobre: CruzeiroCopa Libertadores 2011PabloDiego Renan

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG