Desejo da torcida, no entanto, é a volta de Paulo César Carpegiani, que está no São Paulo

Embora a situação do Atlético-PR no Campeonato Brasileira seja delicada, com cinco derrotas em seis partidas, a diretoria não esperava pela demissão do técnico Adílson Batista , especialmente por confiar em uma vitória em casa contra o Bahia, no último sábado, o que não aconteceu . Diante deste imprevisto, restou buscar no mercado algum técnico disponível, preferencialmente de ponta para acalmar os torcedores.

O nome de maior força nos bastidores, e o primeiro a surgir logo após o anúncio de Adílson é o de Cuca , que na rodada anterior deixou o Cruzeiro . Porém, a goleada por 5 a 0 sofrida pelo São Paulo diante do Corinthians pode emperrar as negociações devido à pressão que pode surgir sobre Paulo César Carpegiani (que foi bem no Atlético-PR no último Brasileirão, antes de ir para o Morumbi).

Neste cenário, o segundo nome que surge é o do uruguaio Diego Aguirre, vice-campeão da Libertadores da América com o Peñarol, do Uruguai. Nos dois casos, além do assédio de outros clubes, a questão salarial é outro empecilho. A situação deverá ser definida ainda no início da semana. Enquanto isso, Leandro Niehues assume interinamente o cargo.

Uruguaio Diego Aguirre foi bem com o Peñarol, terminando como vice-campeão da Copa Libertadores
AP
Uruguaio Diego Aguirre foi bem com o Peñarol, terminando como vice-campeão da Copa Libertadores

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.