Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cuca contém a euforia e espera contar com sorte na Libertadores

Técnico pregou respeito ao Guarani de Divinópolis e ressaltou que o Cruzeiro ainda não ganhou nada no ano

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

O clima na Toca da Raposa II é dos melhores depois da vitória sobre o Guarani, no Paraguai. Líder do Campeonato Mineiro e da Copa Libertadores, o Cruzeiro vem vencendo e convencendo até aqui. Mas o técnico Cuca fez questão de se reunir com o grupo para conter a euforia e alertar que ainda não existe nada ganho na temporada.

Antes do treinamento dessa sexta-feira, Cuca fez questão de conversar com o grupo para manter a concentração total no duelo contra o Guarani, pelo Campeonato Mineiro.“Nosso trabalho continua, ano não acabou e não ganhamos nada. Vamos continuar do mesmo jeito, com seriedade. Falei disso com o grupo hoje (sexta-feira). Buscar a maior concentração possível, pois os torneios estão afunilando. Não adianta nada ser o melhor na primeira fase e não ganhar depois. Se viermos a perder, que seja para um adversário que jogou melhor”, alertou o treinador cruzeirense.

Vipcomm
Cuca tem conversado muito com o grupo para manter a concentração nessa boa fase do Cruzeiro

Além do bom momento, Cuca espera contar com a sorte nos playoffs da Libertadores e do Mineiro. “Estamos em duas frentes. Estamos bem nos dois torneios, mas nada acabou ainda. Ano passado, Corinthians foi o melhor da primeira fase (da Libertadores) e ficou fora. Campeão tem que ter sorte também. A sorte que teve o Fluminense no ano passado (no Campeonato Brasileiro). Enfrentou Palmeiras e São Paulo fora de casa, mas não tinham mais interesse lá em cima na tabela. Também podemos ter sorte na Libertadores. Ter uma chave boa. Não que vamos escolher adversário, mas, de repente, cai um menos forte que o outro”, explicou o treinador.

O meia Roger acredita que sempre é possível melhorar. “Melhorar sempre, temos que ter essa gana. Querer ganhar sempre nunca é ruim. Em time perdedor, a derrota faz parte do cotidiano. É tão bom a vitória fazer parte do nosso cotidiano, deixa o ambiente agradável. É difícil sempre vencer, e estamos em um momento muito especial. Quanto mais prolongarmos isso, melhor. Aumentam os sorrisos e trabalhamos melhor”, analisou o experiente armador.

 

Leia tudo sobre: CruzeiroCampeonato Mineiro 2011Cuca

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG