Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cuca cobra e Cruzeiro promete mais empenho no Brasileirão

Depois da dura do treinador, jogadores assumem que está faltando mais determinação nos jogos

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Vipcomm
Para Thiago Ribeiro, além da raça está faltando técnica ao Cruzeiro
Depois da partida contra o Fluminense, o técnico Cuca tentou encontrar explicações para o mau momento do Cruzeiro, que ainda não venceu no Brasileirão. Um dos motivos citados pelo treinador foi a falta de garra da equipe. Na reapresentação do grupo nessa segunda-feira, os jogadores prometeram mais dedicação no próximo jogo.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

O volante Fabrício, considerado pelos torcedores um dos mais raçudos do time (mas que não jogou porque foi poupado), concorda com o treinador. “Acompanhei as declarações , o Marquinhos Paraná falou isso também. Principalmente o jogador, se fala isso é porque realmente está sentindo isso dentro de campo. Não quer dizer que só tem garra quem não tem técnica. Garra é sentimento, que vem de dentro. O mais técnico que seja pode dar um pouquinho a mais. Na técnica só não dá e temos que procurar um algo mais para começar a somar pontos”, analisou o jogador.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

Fabrício disse que espera inspirar os companheiros de time com seu espírito de luta. “Cobrar (o companheiro) é legal, mas um exemplo vale mais que mil palavras. Não adianta falar. Tem que chegar lá dentro e mostrar raça e vontade. Às vezes, o companheiro se inspira dentro de campo”, explicou Fabrício.

O zagueiro Gil é outro que acata as cobranças do treinador. “Ele (Cuca) está falando porque fora de campo se vê bem melhor e a gente dentro não percebe. Vamos nos doar mais durante essa semana para quando chegar ao jogo estar 100%”, disse o defensor.

Já o atacante Thiago Ribeiro acredita que, além da garra, o time também vive um mau momento tecnicamente. “O time caiu na vontade e na técnica”, concluiu o atacante, que foi substituído ainda no intervalo no Engenhão.
 

Leia tudo sobre: CruzeiroBrasileirão 2011CucaFabrícioGil

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG