Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruzeiro vence Palmeiras no último minuto, fica com o vice e foge da pré-Libertadores em 2011

Wallyson marca gol aos 47 minutos do segundo tempo, dá vitória aos donos da casa e garante 2ª colocação no Brasileiro

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854638276&_c_=MiGComponente_C

O Cruzeiro suou, mas conseguiu vencer os reservas do Palmeiras, sagrou-se vice-campeão brasileiro e não precisará passar pela pré-Libertadores em 2011. Depois de sair perdendo em Sete Lagoas, o time comandado por Cuca sofreu para empatar com Henrique e depois para virar com gol de Wallyson aos 48 minutos do segundo tempo.

Assista aos gols do jogo

A vitória cruzeirense jogou o Corinthians para a terceira colocação, forçando o time de Parque São Jorge a disputar a pré-Libertadores em 2011 com um representante colombiano. O título ficou com o Fluminense, que venceu o Guarani por 1 a 0.

No primeiro tempo, o Cruzeiro teve amplo domínio na posse de bola, com quase 60% do total. Na hora de chegar ao gol adversário, no entanto, o time mineiro errava muito. Bruno fez apenas uma boa defesa e ela aconteceu no último minuto da etapa inicial após boa cabeçada de Henrique. Apesar da falta de entrosamento, os jovens do Palmeiras mostravam um bom futebol, especialmente com Bruno Turco e Fernando.

No segundo tempo, o time do Palmeiras conseguiu equilibrar a posse de bola e jogou melhor no início. Tanto que chegou a abrir o placar com gol de Rivaldo. Dez minutos depois, no entanto, Henrique, que já havia sido o melhor cruzeirense em campo na etapa inicial, igualou o placar com chute cruzado de dentro da área. Depois disso, as equipes sofriam para construir boas jogadas. No último minuto, Wallyson consegui bater Bruno, fazendo o gol que valeu o vice-campeonato para o Cruzeiro.  

O Palmeiras terminou o Brasileiro na 10ª colocação, com 50 pontos e terá direito a ir para a Copa Sul-Americana no ano que vem. O Cruzeiro chegou a 69 pontos e garantiu a segunda colocação. 

Futura Press
Wallyson comemora com Montillo o gol da vitória do Cruzeiro


O jogo
A primeira boa chance do Cruzeiro aconteceu aos 13 minutos, com Henrique. O jogador dominou na entrada da área, deu belo chute de virada e exigiu boa defesa de Bruno. O time mineiro dominava as ações do jogo, aproveitava a falta de entrosamento palmeirense, mas não conseguia transformar o domínio em gol. Aos 22 minutos, Léo subiu livre na grande área, mas errou a cabeçada após escanteio batido por Montillo. Aos 25 minutos, o Cruzeiro contava com quase 60% da posse de bola do jogo, mas insistia em errar na finalização.

Aos 34 minutos, Dinei recebeu belo passe de Bruno Turco e criou a chance mais perigosa do jogo até então. Da entrada da área pela direita, o atacante chutou forte e viu a bola raspar o travessão de Fábio. A chance animou o Palmeiras, que viu Vinicius, dois minutos depois, finalizar de fora da área, mas sem grande perigo para a meta cruzeirense. Foi então que Rômulo resolveu responder pelos donos da casa, mas errou a finalização após bom passe de Thiago Ribeiro. A um minuto do fim da etapa inicial, Henrique quase abriu o placar na segunda boa finalização de Henrique. De peixinho, o meia fez Bruno fazer excelente defesa, colocando a bola para escanteio no último lance de perigo do 1º tempo.

Para o segundo tempo, Cuca resolveu colocar Gilberto no lugar de Rômulo para tentar abrir o placar. A primeira chance, no entanto, veio dos pés de Montillo. Em bela batida de falta, o argentino colocou a bola junto à trave direita de Bruno. O goleiro mostrou que os treinos diários com Marcos Assunção estão fazendo efeito e fez excelente defesa.

Aos 8 minutos, depois de tanto perder gol, o Cruzeiro sofreu a punição. Vitor, pela direita, passou por três jogadores e deu cruzamento perfeito para Rivaldo. O jogador só deixou a bola bater na sua cabeça, caiu após trombar com a marcação e levantou para comemorar o primeiro gol do jogo, colocando o Palmeiras à frente no jogo.

O gol deu certo ânimo para o time paulista, que equilibrou a posse de bola, mas sofria do mesmo mal de seu adversário, errando nos passes finais. Aproveitando de uma bobeira da zaga, Henrique recebeu bola na entrada da pequena área e chutou cruzado, sem dar chances para Bruno. O jogo estava empatado aos 18 minutos do segundo tempo.

A partir de então, nenhuma das equipes conseguia construir jogadas perigosas. A bola parava muito no meio-campo e os goleiros quase não trabalharam mais depois do empate. Foi só aos 48 minutos do segundo tempo que Wallyson deu um chute forte, conseguiu bater Bruno e comemorou o gol do vice-campeonato.

FICHA TÉCNICA: CRUZEIRO 2 x 1 PALMEIRAS

Local:
Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 5 de dezembro de 2010, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: João Antônio Souza Paulo Neto (DF) e Kleber Lúcio Gil (SC)
Público: 16.191 pagantes
Renda: R$ 941.145,00
Cartões amarelos: Patrik, Leandro Amaro e Fabrício(PAL); Diego Renan (CRU)

GOLS
CRUZEIRO:
Henrique, aos 18 minutos do segundo tempo, e Wallyson, aos 48 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Rivaldo, aos 8 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio; Rômulo (Gilberto), Gil, Leo e Diego Renan; Henrique, Marquinhos Paraná, Roger (Farías) e Montillo; Thiago Ribeiro e Wellington Paulista (Wallyson)
Técnico: Cuca

PALMEIRAS: Bruno; Gualberto, Leandro Amaro e Fabrício; Vitor, Fernando (Jean), Bruno Turco (Luis Felipe), Patrik e Rivaldo; Vinícius (Lenny) e Dinei
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG