Tamanho do texto

Time mineiro não saiu na frente em nenhum dos jogos do segundo turno, quando não venceu um jogo sequer

A última vez que o Cruzeiro marcou um gol antes do adversário em uma partida do Brasileirão foi na vitória diante do Atlético-MG, por 2 a 1 , na última rodada do primeiro turno. Depois disso, o time mineiro ou empatou em 0 a 0 ou saiu atrás no marcador e não conseguiu a virada. Para os jogadores, a má fase do time também é explicada pelo fato do time estar tendo que correr atrás do prejuízo nas partidas.

Siga o Twitter do iG Cruzeiro e receba notícias do time em tempo real

No segundo turno, o time mineiro já realizou sete partidas e não venceu nenhuma delas. Contra o América-MG, ficou no 0 x 0. Nas outras seis partidas (contra Figueirense, Palmeiras, Fluminense, Santos, Coritiba e Vasco), o time saiu atrás no marcador e não conseguiu a virada.

Para o atacante Wellington Paulista , que está fora do time desde a partida contra o maior rival no encerramento do turno, fica ainda mais difícil conseguir virar uma partida na atual fase, por isso a necessidade de marcar primeiro. "Tudo está muito equilibrado. Esse ano está muito difícil, jogos muito equilibrados. Se não tomar gol antes fica mais fácil ganhar. Se toma um, o jogador fica ainda mais cabisbaixo com essa situação. O jeito é não tomar gol e fazer para ganhar os jogos", afirmou o atacante.

Vágner Mancini quer um Cruzeiro equilibrado, que não somente se defenda
Vipcomm
Vágner Mancini quer um Cruzeiro equilibrado, que não somente se defenda

Já o goleiro Fábio acredita que o time precisa sofrer menos gols para ser mais equilibrado durante as partidas. "Se sofrermos menos gols, isso vai nos favorecer a conquistar vitórias. Temos que sofrer o mínimo de gols possível para ter um time equilibrado. Aí, com a qualidade ofensiva que temos, podemos conseguir as vitórias", analisou o capitão cruzeirense.

Em seu primeiro coletivo no comando do Cruzeiro, o técnico Vágner Mancini dedicou atenção especial para a marcação. Apesar disso, o treinador afirmou que seus times não têm por característica apenas defender. "O ponto básico é oferecer um esquema tático, uma maneira de jogar em que todos possam render. Não gosto que as minhas equipes joguem só defendendo. Tem que atacar. A história do Cruzeiro é grande e marcante. Quero alinhar minha maneira de ser agressivo com essa história", explicou o treinador.

Confira a campanha do Cruzeiro no segundo turno:
Cruzeiro 2 x 4 Figueirense
Palmeiras 1 x 1 Cruzeiro
Cruzeiro 1 x 2 Fluminense
Santos 1 x 0 Cruzeiro
Cruzeiro 0 x 0 América-MG
Coritiba 2 x 1 Cruzeiro
Cruzeiro 0 x 3 Vasco

Entre na torcida virtual do Cruzeiro e comente a campanha do time no segundo turno