Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruzeiro se vira para manter Montillo diante de milhões de euros

Meia é o jogador mais valorizado do elenco e diretoria afirma que ele não está à venda em 2011

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Com pouco mais de um ano vestindo a camisa do Cruzeiro, o meia Montillo se tornou o jogador mais valorizado do elenco. A habilidade com a bola nos pés tem chamado a atenção de clubes mundo afora e as propostas não param de chegar ao presidente Zezé Perrella. Todavia, a postura da diretoria é clara: o jogador é inegociável até o fim da temporada.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time

Na semana passada, o Cruzeiro recusou uma proposta de dez milhões de euros feita pelo Palermo, da Itália. O jogador foi consultado e explicou a decisão pela permanência, dizendo que ele e sua família estão adaptados a Belo Horizonte. “Quando eu tive uma proposta da China, tive como prioridade minha família. Não adianta nada ir jogar em um lugar difícil para minha família e, depois de seis meses, querer voltar. Sempre fui um jogador que respeitei meus contratos. Quando tiver uma proposta boa para mim e para o Cruzeiro, em um lugar bom para morar e um bom futebol, pensarei nisso. Agora, estou muito bem aqui", disse o argentino.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

Vipcomm
Montillo tem sido alvo de várias propostas, mas diretoria do Cruzeiro afirma que não vende o atleta em 2011

No início do ano, Perrella recusou uma proposta com os mesmos valores feita pelo Lokomotiv, da Rússia. Mais recentemente, foi a vez do futebol chinês tentar a contratação do jogador, mais uma vez sem sucesso. O meia Roger, que já passou pelo Qatar, disse que prefere não aconselhar o atleta sobre uma possível transferência para um mercado menos tradicional. “Essa é uma decisão muito pessoal. Não me sinto no direito de opinar sobre isso, pois não sabemos o momento do jogador, as dificuldades que já passou na infância”, disse o armador carioca.

Apesar do assédio, a diretoria do Cruzeiro mantém a posição de não vender o atleta em 2011. “O presidente Zezé Perrella, nas propostas que chegaram e a última foi de dez milhões de euros (do Palermo, da Itália), ele disse que não venderia por preço nenhum nesse ano. A palavra dele continua sendo essa. O Montillo não sai”, afirmou o gerente de futebol do time, Valdir Barbosa.

O lateral Diego Renan teme pela saída do companheiro de time. “Seria uma perda muito grande. Um jogador muito qualificado e que faz falta em qualquer equipe”, disse o lateral.
 

Leia tudo sobre: CruzeiroBrasileirão 2011Montillo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG