Time mineiro venceu adversário por 7 a 0 na última rodada do Brasileirão daquele ano e decretou a queda

Alex massacrou o Bahia em 2003, marcando cinco vezes na Fonte Nova
Divugação
Alex massacrou o Bahia em 2003, marcando cinco vezes na Fonte Nova
O Cruzeiro volta a enfrentar o Bahia nesse domingo, às 18h30, na Arena de Jacaré, depois de oito anos no Brasileirão. O time mineiro tem ampla vantagem no retrospecto diante dos baianos, mas o time de Renê Simões tem aprontado para cima dos adversários fora de casa nessa temporada.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Na história do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro domina totalmente o embate com o Bahia, com 20 vitórias, seis empates e oito derrotas. Na última vez que os dois times se enfrentaram, em 2003, o time azul massacrou o Bahia na Fonte Nova por 7 a 0 e rebaixou o adversário, com direito a show do meia Alex, que marcou cinco vezes. O resultado simbolizou a incrível campanha naquela temporada, que culminou com a conquista da Tríplice Coroa (Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro).

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

Perguntado se seria possível repetir o feito, o volante Fabrício considerou a tarefa complicada. “É difícil, né? Tinha o Alex? Ah! Era 2003? Ah! (risos) Hoje em dia está muito equilibrado. O Cruzeiro deitou naquele ano, tinha um bom time. O Luxemburgo aproveitou o primeiro campeonato de pontos corridos, em que os times não sabiam disputar a competição naquele formato novo. Hoje está muito equilibrado, é difícil repetir essa goleada”, disse o volante cruzeirense.

Reencontros
O técnico Joel Santana enfrentará o Bahia pela primeira vez depois da polêmica em que se envolveu quando estava desempregado, quando teria dito que não treinaria o Bahia por esperar “um peixe grande, e não uma sardinha” . O treinador negou a declaração e mostrou muito respeito ao adversário.

Do lado baiano, Jóbson espera que o seu ex-treinador no Botafogo prepare uma marcação especial. “Agora o Joel vai ter que me segurar” , disse o atacante do Bahia. O time de Renê Simões ainda não convenceu no seu retorno à primeira divisão, mas tem surpreendido fora de casa, já que suas duas vitórias na competição foram longe de Salvador .

FICHA TÉCNICA- CRUZEIRO X BAHIA
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 17 de julho de 2011
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e João Patrício de Araújo (GO)

CRUZEIRO: Fábio; Vítor, Naldo, Léo e Gilberto; Fabrício, Leandro Guerreiro, Marquinhos Paraná e Montillo; Wallyson e Ortigoza
Técnico: Joel Santana

BAHIA: Marcelo Lomba; Jancarlos, Paulo Miranda, Titi e Ávine; Marcone, Fahel, Ricardinho (Lulinha) e Carlos Alberto; Junior (Souza) e Jóbson
Técnico: Renê Simões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.