Uma vitória na Argentina garante à equipe mineira a melhor campanha da Libertadores na primeira fase

O Cruzeiro escreve na noite desta quarta-feira mais um capítulo da acirrada rivalidade com o Estudiantes, da Argentina. O time mineiro encara os argentinos às 21h50, em La Plata, na última rodada do Grupo 7 da Copa Libertadores. Com uma vitória, o time de Cuca se tornará o primeiro lugar geral da primeira fase do torneio continental. E o Estudiantes não parece muito confiante em uma goleada para roubar a primeira colocação da chave, já que mandará a campo um time misto.

Com 13 pontos, o Cruzeiro só perde o primeiro lugar do Grupo 7 caso seja goleado pelos argentinos por 8 a 0. Caso vença seu último duelo na primeira fase, o time celeste chegaria aos 16 pontos e consolidaria a melhor campanha de toda a Copa Libertadores, o que significa ter a vantagem de jogar o segundo jogo do mata-mata em casa nas fases seguintes da competição.

O técnico do Estudiantes, Eduardo Berizzo, parece não acreditar no resultado improvável e estar conformado com o segundo lugar. O treinador irá poupar seus principais jogadores, inclusive o meia Verón. O time de Berizzo já está garantido nas oitavas de final e tem dez pontos.

Wallyson brilhou na goleada por 5 a 0 na Arena do Jacaré e está confirmado no ataque do Cruzeiro
Vipcomm
Wallyson brilhou na goleada por 5 a 0 na Arena do Jacaré e está confirmado no ataque do Cruzeiro

Apesar dos vários reservas do outro lado, os jogadores do Cruzeiro sabem que terão trabalho da mesma forma. “Não facilita nada. Tem jogadores que vão entrar, que vão estar com vontade de demonstrar seu futebol, é uma oportunidade para eles se firmarem. Então o Cruzeiro tem que ir sabendo que vai ser um jogo difícil, ir para fazer um bom jogo e sairmos vencedores”, disse o volante Henrique

O argentino Farías, que já passou pelo Estudiantes, sabe das dificuldades de enfrentar seu ex-clube. “Pelo que a gente viu, eles vão poupar jogadores, mas os jogadores vão querer mostrar para o treinador que ele pode contar com eles, será uma partida difícil, com certeza, não tem moleza”, analisou o centroavante.

Para o duelo, o técnico Cuca não poderá contar com o argentino Montillo, que ficou em Belo Horizonte para acompanhar a cirurgia em seu filho caçula Santino . Leandro Guerreiro fica com a vaga no meio-campo.

Rivalidade
Nos últimos anos, Cruzeiro e Estudiantes têm feito partidas memoráveis, acirrando a rivalidade entre os dois clubes. Na Libertadores de 2009, os dois times foram do mesmo grupo na primeira fase, com uma vitória para cada lado. Na final, melhor para os argentinos, que levantaram a taça em pleno Mineirão.

Na edição deste ano, o time mineiro deu o troco pela derrota na final de dois anos atrás e goleou o adversário por 5 a 0, na Arena do Jacaré. A torcida cruzeirense fez muita festa em Sete Lagoas, com a “alma lavada”.

“É um jogo de muita rivalidade. Teve a final de 2009, agora a nossa goleada de 5 a 0. Eles vão querer dar o troco e será uma partida muito complicada”, analisou o volante Leandro Guerreiro.

FICHA TÉCNICA- ESTUDIANTES (ARG) X CRUZEIRO
Local: Estádio Ciudad de La Plata, em La Plata, na Argentina
Data: 13 de abril de 2011, na quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silvera (Fifa-URU)
Assistentes: Mauricio Espinosa e Miguel Nievas, ambos do Uruguai

ESTUDIANTES: Orión; Mercado, Roncaglia, German Ré, Nelson Benítez; Maxi Núñez, Darío Stefanatto, Gabriel Peñalba, Pablo Barrientos; Juan Pablo Pereyra e Gastón Fernández
Técnico: Eduardo Berizzo

CRUZEIRO: Fábio; Pablo, Gil, Victorino e Gilberto; Leandro Guerreiro, Marquinhos Paraná, Henrique e Roger; Thiago Ribeiro e Wallyson
Técnico: Cuca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.