Tamanho do texto

O lanterna do Campeonato Mineiro chegou a fazer 2 a 0, mas Cruzeiro reagiu e virou a partida no final

O Cruzeiro teve muitas dificuldades, mas conseguiu uma vitória de virada no finalzinho do jogo contra o Uberaba, neste domingo, em Nova Serrana. A equipe celeste venceu por 3 a 2 na Arena do Calçado e rebaixou o time do Triângulo Mineiro para segunda divisão do Estadual.

Veja também: Confira a classificação atualizada do Campeonato Mineiro

Araújo abriu o placar e o lateral-direito Marcos, com um gol contra, fizeram em favor do Uberaba. Pelo lado cruzeirense, Wellington Paulista anotou duas vezes, e o zagueiro Victorino foram os responsáveis pelos gols que deram a vitória para o time do técnico Vágner Mancini.

Leia também: Diretor de Cruzeiro confirma que trabalha na busca por reforços

Na sequência do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro tem pela frente o clássico contra o América-MG, pela semifinal do Estadual. Como a Raposa terminou na segunda colocação, leva vantagem de jogar por dois resultados iguais para chegar à decisão do Mineiro. Já Uberaba terminou a competição na lanterna, com apenas seis pontos conquistados e está rebaixado para o Módulo II.

O jogo

Jogadores vibram com o primeiro gol, mas Cruzeiro virou o jogo e rebaixou o adversário
Futura Press
Jogadores vibram com o primeiro gol, mas Cruzeiro virou o jogo e rebaixou o adversário
O Cruzeiro começou a rodada ainda sonhado com a primeira colocação do Campeonato Mineiro, para isso precisava vencer o Uberaba, e logo de cara começou pressionando o Zebu, apresentando maior volume de jogo. Aos 11, Wellington Paulista fez boa jogada pela direita e mandou um petardo para o gol, mas o goleiro Fernando atento conseguiu mandar para escanteio.

Aos 15, Gustavinho recebeu lançamento em profundidade e cabeceou para a defesa do goleiro Fábio, no rebote, Araújo apareceu livre dentro da área e só teve o trabalho de mandar para as redes para abrir o placar na Arena do Calçado. Mesmo em desvantagem no marcador, o Cruzeiro teve o domínio do jogo no primeiro tempo, perdendo várias chances de marcar o tento do empate.

O Uberaba só ameaçava a Raposa em jogadas de contra-ataque em velocidade, que quando surgiam levavam grande perigo, principalmente em função da zaga cruzeirense que apresentou desentrosamento com Thiago Carvalho e o uruguaio Victorino. Aos 27, Gustavinho conseguiu uma escapada rápida e arriscou de fora da área, assustando Fábio.

Depois desta jogada, o predomínio das ações foi total do Cruzeiro até o fim do primeiro tempo. Aos 42, Roger cobrou falta rasteira e com muita violência, o goleiro Fernando não conseguiu segurar firme, e na sobra o volante Marcelo Oliveira chutou prensado, em um bom momento celeste no jogo. Apesar da pressão da Raposa, o Cruzeiro teve que se contentar com o revés nos primeiros 45 minutos.

Na volta para a etapa complementar, o cenário não foi alterado, com o Cruzeiro exercendo pressão, mas pecando nas finalizações e o Uberaba explorando os contra-ataques. Aos sete minutos, o avante Wellington Paulista, tentou chute forte da entrada da área, mas atento o goleiro Fernando fez boa defesa.

Aos 11, Éder foi à linha de fundo e cruzou bola despretensiosa para dentro da área do Cruzeiro, o lateral-direito celeste Marcos, sozinho dentro da área, mandou de joelho contra o patrimônio, anotando o segundo tento do Zebu no jogo.

Após 2 a 0 no placar, o Cruzeiro resolveu reagir no jogo. Aos 22, Wellington Paulista diminuiu o prejuízo de cabeça, após bom cruzamento de Wallyson. Com o gol, o Cruzeiro intensificou a pressão, e aos 40, o zagueiro Victorino empatou o jogo para a Raposa. E já no apagar das luzes, o volante Marcelo Oliveira conseguiu excelente cruzamento e novamente Wellington Paulista de cabeça fez o gol da virada.