Em 2010, time azul era o grande favorito e acabou derrotado pelo maior rival, que lutava para não cair

A situação do Atlético-MG no Brasileirão não ilude os jogadores do Cruzeiro na semana de preparação para o clássico que encerra o primeiro turno para as duas equipes. O respeito ao adversário está presente em todas as entrevistas na Toca da Raposa, especialmente porque muitos já experimentaram uma derrota difícil de ser digerida. O último clássico de 2010 é tido como o jogo que tirou o título de Campeão Brasileiro do Cruzeiro e deu novo gás ao rival na luta contra o rebaixamento.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time

Na ocasião, o Cruzeiro jogava com torcida única em Uberlândia e assumiria a ponta do Brasileirão caso vencesse o time alvinegro. Mas, com uma atuação brilhante do atacante Obina (marcou três vezes), o Atlético-MG venceu por 4 a 3 e deixou a zona de rebaixamento depois de 21 incômodas rodadas.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

Cuca mudou de lado em relação ao último clássico entre Cruzeiro x Atlético-MG no Brasileirão
Flickr/Clube Atlético Mineiro
Cuca mudou de lado em relação ao último clássico entre Cruzeiro x Atlético-MG no Brasileirão

Os dois times mudaram muito de lá para cá. No Cruzeiro, sete jogadores que estiveram em campo na ocasião ainda estão no time e podem jogar: Fábio, Diego Renan, Fabrício, Marquinhos Paraná, Gilberto, Roger e Montillo. O argentino perdeu um pênalti decisivo na partida, ao optar por dar uma "cavadinha".

No lado alvinegro, são sete os remanescentes no elenco, mas apenas quatro possuem reais chances de jogar novamente (Renan Ribeiro, Réver, Serginho e Daniel Carvalho). O técnico Cuca , que comandava o time azul, mudou de lado e agora defende o preto e o branco.

O atacante Wellington Paulista, que não esteve em campo em 2010 pois estava contundido, acredita que a situação do rival deixa o clássico ainda mais perigodo. “É um dos jogos mais perigosos. Porque o Atlético não está bem e se trata de um clássico. O Atlético quer vencer e se vencer vai querer subir para sair da situação que está. Então, temos que respeitar o adversário. sabendo que tem jogadores de qualidade. Na minha opinião não era para estar na situação que está, até porque tem um time muito bom, um time de qualidade. Mas futebol é assim mesmo”, analisou o atacante cruzeirense.

Fábio , que buscou a bola quatro vezes em suas redes no Parque do Sabiá, pede respeito ao rival, mesmo na zona de rebaixamento. “Será um jogo complicado. No clássico, muita coisa está em jogo. Eles precisam somar pontos para saírem da zona de rebaixamento e nós precisamos continuar somando pontos para chegar no G4. Será um bom jogo. Clássico é sempre diferente”, avaliou o capitão do Cruzeiro.

Confira as escalações de Cruzeiro e Atlético-MG no último clássico de 2010:

Cruzeiro: Fábio; Jonathan (Pablo), Cláudio Caçapa, Edcarlos e Diego Renan (Gilberto); Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná (Roger) e Montillo; Farías e Thiago Ribeiro
Técnico: Cuca

Atlético-MG: Renan Ribeiro; Diego Macedo, Réver, Werley e Leandro; Zé Luiz, Serginho, Renan Oliveira (Alê) e Diego Souza (Joedson); Diego Tardelli (Daniel Carvalho) e Obina
Técnico: Dorival Júnior


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.