Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruzeiro já pensa em deixar contratação de atacante para depois

Clube tentou recentemente acertos com Rafael Moura, ex-Goiás, e Kleber, do Palmeiras, mas não teve sucesso nos negócios

Gazeta |

O diretor de futebol do Cruzeiro, Dimas Fonseca, revelou em encontro com a imprensa nesta segunda-feira, que o clube não tem pressa para anunciar a contratação de um jogador para o ataque da equipe. Segundo o dirigente, o Cruzeiro tentou contato com três jogadores, mas o clube não conseguiu sacramentar o acerto com estes atletas.

"A gente vem conversando a mais de dez, quinze dias com estes três jogadores, que nós entendemos que qualquer um encaixaria bem no perfil que o treinador pede. Seria um jogador de área que tenha já uma experiência e que possa disputar uma Libertadores. Não estamos aqui com preocupação de termos a obrigatoriedade de apresentar o jogador na quarta-feira, isso seria o ideal, mas não vamos precipitar e acertar um contrato que não é interessante para o Cruzeiro", afirmou o dirigente.

Dos três jogadores citados por Dimas Fonseca, a diretoria do Cruzeiro não esconde de ninguém que Kléber e Rafael Moura foram tentados pelo clube, mas a contratação destes atletas é considerada muito difícil pela cúpula do clube. Sobre a chegada do atacante palmeirense, o diretor de futebol cruzeirense revelou que o problema foi que o técnico Felipão não liberou o jogador.

"Nosso presidente conversou com o Palmeiras, e foi acertada uma possível negociação do Kléber pelo Farías e com o empréstimo do Bernardo, mas o Felipão não autorizou. Ele não quer abrir mão do Kléber, aí a gente tem que entender essa situação", explicou.

Sobre Rafael Moura, o dirigente do Cruzeiro disse que ainda existe uma diferença de cerca de 25% entre os valores oferecidos pela Raposa e os que o jogador exige para jogar em Belo Horizonte. Dimas Fonseca revelou ainda que conversou duas vezes com o procurador do jogador e uma vez com o próprio Rafael, mas ainda não chegou a um acordo para a contratação do atleta.

"Os números pedidos por um contrato de três anos, e as bases salariais estão acima do que o Cruzeiro pode pagar. Nós não deixamos de fazer uma contraproposta, mas ele ficou de decidir e não obtive uma resposta", revelou.

Leia tudo sobre: CruzeiroRafael MouraKleber

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG