Tamanho do texto

Goleada celeste por 5 a 0, no Parque do Sabiá, foi construída com gols de cinco jogadores diferentes

E o Cruzeiro colocou fim ao jejum de vitórias. Depois de perder quatro vezes consecutivas no Campeonato Brasileiro, o time de Joel Santana se recuperou em grande estilo, ao goleada o Avaí por x a 0, com gols de Fabrício, Anselmo Ramon e Montillo. Com o resultado o Cruzeiro sobe apenas uma posição na tabela, vai para o décimo lugar, mas depende de um triunfo do rival Atlético-MG sobre o Coritiba para mantê-la.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

O resultado refletiu bem o que foi a partida. Com dois meias e dois atacantes, além dos avanços do volante Fabrício e dos laterais, o Cruzeiro jogou no ataque o tempo todo. Enquanto o Avaí, do técnico Alexandre Gallo, entrou com três zagueiros e seis jogadores no meio. Depois de tentar surpreender nos primeiros minutos, o Avaí se fechou.

Porém o time catarinense recuou demais e deu campo ao Cruzeiro. Com espaço para jogar e com dois meias como Montillo e Roger, o time cruzeirense não teve dificuldades para construir o placar de 3 a 0 em menos de 45 minutos. Sendo que o quarto gol só não saiu ainda na primeira etapa por conta do goleiro Felipe, que defendeu um pênalti cobrado por Montillo.

null

O jogo

Cruzeiro e Avaí começaram o jogo a todo vapor. Apesar de jogar com apenas um atacante, o time catarinense foi cima logo no começo do jogo, mas quase que toma o primeiro gol aos dois minutos. Montillo puxou contra-ataque e lançou Anselmo Ramon, que até passou pelo goleiro Felipe, mas chutou para fora. A reposta do Avaí foi no minuto seguinte, na única vez que chegou com três jogadores na área cruzeirense. Rafael Coelho pegou um belo voleio depois de cruzamento de Daniel, mas a bola foi na trave. Batista ainda quase marcou no rebote, mas chutou para fora.

A partir de então o Cruzeiro tomou conta do jogo e estava cada vez mais perto do primeiro gol. Fabrício tentou a primeira vez, mas chutou para fora. Na segunda, já dentro da área, ele não perdeu e abriu o placar aos 27 minutos de jogo. Anselmon Ramon também precisou de mais de uma tentativa para fazer o dele. Aos 31 ele ficou sozinho com o goleiro Felipe, mais uma vez em jogada de Montillo, mas o camisa 1 do Avaí fez duas grandes defesas. Mas aos 35 minutos ele Não tinha goleiro pela frente e marcou depois do cruzamento do lateral-direito Vitor.

Apesar da grande quantidade de defensores, a defesa do Avaí dava espaços e falhava demais. Mas nada superou o zagueiro Welton Felipe aos 43 minutos. O jogador da equipe catarinense não conseguiu dominar e nem tocar a bola e foi desarmado por Wellington Paulista. Não satisfeito com a lambança ele fez pênalti no atacante cruzeirense e foi expulso. Montillo cobrou e fez o terceiro gol celeste. Depois foi a vez de Romano fazer pênalti em Vitor, mas Felipe fez boa defesa e impediu o segundo gol do argentino Montillo.

Depois de um primeiro movimentado e com o jogo definido, o Cruzeiro vencia por 3 a 0 e com um jogador a mais, os 45 minutos finais foram bem mais calmos. O time da casa atacava por ter um jogador a mais e ser mais time, porém sem aquele ímpeto de precisar de gols. Já o Avaí não queria levar mais gols. E poucas vezes conseguir passar do meio-de-campo.

Mesmo sem forçar, o Cruzeiro chegou naturalmente ao quarto gol. Aos 35 minutos mais uma boa jogada do camisa 10 Montillo e Thiago Ribeiro marcou ao bater na saída de Felipe. Três minutos depois foi a fez de Ortigoza deixar o dele, um belo gol, aliás. Gols dos dois atacantes que deixaram o banco de reservas e entraram para mostrar serviço ao técnico Joel Santana.

No fim, a torcida do Cruzeiro terminou gritando olé a cada toque do time celeste. A mudança para Uberlândia, pelo menos neste primeiro momento, foi benéfica ao time e ao técnico Joel Santana.

FICHA TÉCNICA – CRUZEIRO 5 X 0 AVAÍ

Local: Parque do Sabiá, em Uberlândia-MG
Data: 13 de agosto de 2011, quinta-feira
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés e Rodrigo Pereira Jóia, ambos do RJ
Cartões Amarelos: Fabrício (CRU); Romano e Dirceu (AVA)
Cartão Vermelho: Welton Felipe (AVA)
GOLS:
CRUZEIRO: Fabrício, aos 27, Anselmo Ramon, aos 35, e Montillo, aos 44 minutos do primeiro tempo
Thigo Ribeiro, aos 35, e Ortigoza, aos 38 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio; Vítor, Naldo, Léo e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Fabrício (Leandro Guerreiro), Roger (Thiago Ribeiro) e Montillo; Anselmo Ramon e Wellington Paulista (Oritgoza).
Técnico: Joel Santana

AVAÍ: Felipe; Welton Felipe, Dirceu e Bruno Silva; Daniel, Acleisson (Thiago Sales), Batista, Fabiano (Diogo Orlando), Cleverson e Romano; Rafael Coelho (Maurício Alves).
Técnico: Alexandre Gallo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.