Argentinos chegaram mais ao gol cruzeirense, mas esbarraram na grande fase vivida pelo goleiro Fábio

Gilberto e Thiago Ribeiro acertaram o alvo e deixaram suas marcas na partida contra o Estudiantes
AFP
Gilberto e Thiago Ribeiro acertaram o alvo e deixaram suas marcas na partida contra o Estudiantes
Quem vê o placar da partida entre Estudiantes, da Argentina, e Cruzeiro pode acreditar que foi uma partida fácil para os mineiros, que venceram por 3 a 0 mesmo fora de casa . Mas o time argentino teve boas chances de gol e não as concretizou, principalmente na primeira etapa. Por outro lado, o time azul soube aproveitar as oportunidades que criou com muito mais eficiência, marcando três vezes.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Segundo os dados do Footstats, no total, o Estudiantes teve 18 finalizações ao gol cruzeirense, sendo nove certas e nove erradas. Já o time brasileiro chegou oito vezes ao gol de Orión, com sete chutes certos e apenas um que não teve o rumo certo. Thiago Ribeiro, Wallyson e Gilberto acertaram o alvo, marcando os três gols cruzeirenses.

O goleiro Fábio esteve em noite inspirada, principalmente na primeira etapa. O goleiro realizou nove defesas, entre elas algumas cara a cara com os atacantes do Estudiantes. Já Orión, do Estudiantes, apesar de ter levado três gols, trabalhou menos, com apenas quatro defesas.

Ao final da partida, o técnico Cuca elogiou o trabalho do goleiro cruzeirense. “Começo do jogo foi complicado, eles perderam muitas chances com o Fábio sendo fundamental. Se você toma um gol ali, acaba sofrendo uma goleada”, ressaltou o técnico Cuca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.