Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruzeiro explica propostas por Montillo e mantém valor irredutível

Diretoria celeste admite vender o jogador por 15 milhões de euros, mas não por menos

Gazeta |

Com a desistência do São Paulo em contratar Montillo, a tendência é que o Cruzeiro consiga segurar o jogador para a próxima temporada. A diretoria da Raposa se mantém irredutível na pedida de 15 milhões de euros para liberar o argentino a outro clube, valor considerado alto para os padrões brasileiros. O diretor de futebol do Cruzeiro, Dimas Fonseca, dá detalhes das propostas de São Paulo e Corinthians para ter o atleta.

Veja também: São Paulo diz ter chegado ao limite para ter Montillo

"Equivalem-se em termos de valores. O São Paulo havia nos colocado a possibilidade de liberar dois ou três jogadores por empréstimo. Isso não havia sido colocado pelo Corinthians. É um clássico em São Paulo. Para nós a cordialidade existe entre os clubes. Nós temos uma ótima relação com as duas diretorias. O que vemos é que, além da rivalidade, existe a vontade de ter um jogador com este perfil", disse o dirigente em entrevista à rádio Estadão/ESPN.

Mercado da bola: Confira todas as transferências do futebol brasileiro

Dimas Fonseca lembrou que, caso algum clube queira contratar Montillo sem falar com o Cruzeiro, não há problemas, desde que o time deposite o valor da multa contratual, estipulada em R$ 80 milhões. Caso haja uma negociação, a diretoria celeste admite vender o jogador por 15 milhões de euros.

"O que importa são os valores para que o jogador saia daqui. Estamos com ele há um ano e meio. A vontade é de não deixar o jogador sair. Não temos vontade de deixar o jogador sair por menos de 15 milhões de euros. Caso aconteça de algum clube querer pagar, vamos liberar", declarou.

Os direitos econômicos de Montillo pertencem 60% ao Cruzeiro, e os outros 40% estão divididos entre dois grupos de investidores, sendo que cada um possui 20% do armador argentino, que com a camisa do time mineiro foi convocado para a seleção da Argentina pela primeira vez em 2011.

Leia tudo sobre: mercado da bolacruzeiromontillocorinthianssão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG