Líder do Grupo 7 da Libertadores, time espera repetir atuações que lhe renderam goleadas em Sete Lagoas

Goleio Fábio ainda não sofreu gols na Libertadores
Vipcomm
Goleio Fábio ainda não sofreu gols na Libertadores
O Cruzeiro enfrenta hoje, às 19h30, o Deportes Tolima, em Ibagué, na Colômbia. Esse é o primeiro desafio da equipe de Cuca fora de casa nessa edição da Copa Libertadores. A intenção é manter o mesmo ritmo das duas partidas que disputou em casa, quando aplicou imponentes goleadas que renderam a liderança do Grupo 7.

Na Arena do Jacaré, o Cruzeiro venceu o Estudiantes, da Argentina, por 5 a 0, na estreia, e bateu o Guaraní, do Paraguai, por 4 a 0. Os jogadores sabem que repetir um placar elástico em pleno estádio adversário será complicado, mas disseram que vão procurar o mesmo estilo de jogo de quando atuaram diante da torcida cruzeirense.

“Vamos jogar da mesma forma que jogamos dentro de casa, impondo um ritmo forte, porque o que queremos é vencer para seguir forte na competição”, destacou o volante Henrique, que vive grande fase nesse início de temporada.

O meia Roger sabe que é difícil manter esse ritmo, já que as goleadas nas duas primeiras rodadas surpreenderam até mesmo o elenco azul nesse início de temporada. “Durante um ano inteiro de competições difíceis, existe a oscilação. E isso não vai ser diferente com o Cruzeiro. É lógico que o mais difícil é tentar ficar o mais tempo possível lá em cima, que é a parte gostosa. Vamos trabalhar para isso. Teremos tropeços durante a temporada, mas vamos tentar ter esses tropeços dentro de jogos que não influenciem muito os nossos objetivos”, disse o armador.

O atacante Wellington Paulista espera que o Tolima se aventure mais no ataque do que o último adversário cruzeirense na Libertadores. Contra o Guaraní, do Paraguai, o camisa 9 reclamou da retranca e da falta de espaços para a criação das jogadas.

“Esperamos que eles saiam mais para o ataque, já que estão jogando em casa. O Guaraní jogou muito fechadinho lá na Arena do Jacaré, dificultando nosso trabalho. Temos que defender com sabedoria e aproveitar as chances que aparecerem nos contra-ataques”, receitou.

O goleiro Fábio, que ainda não sofreu gols no torneio continental, sabe que trabalhará muito nessa partida. “Muito difícil jogar aqui, mas se estivermos concentrados, poderemos sair com a vitória”, ressaltou o capitão cruzeirense.

Caldeirão
Para atrair a presença dos torcedores do Tolima, a diretoria do time colombiano reduziu o preço das entradas. A expectativa é que o estádio Manuel Murillo Toro receba um bom público, em torno de 25 mil pessoas. O Tolima ainda não perdeu jogando em casa nessa temporada. Foram duas vitórias pela Libertadores (uma delas que eliminou o Corinthians da competição) e outros dois triunfos pelo campeonato colombiano.

FICHA TÉCNICA – DEPORTES TOLIMA (COL) x CRUZEIRO
Local: Estádio Manuel Murillo Toro, em Ibagué, na Colômbia
Data: 2 de março de 2011 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Jorge Larrionda (Fifa-URU)
Assistentes: Mauricio Espinosa e Carlos Pastorino (ambos do Uruguai)

DEPORTES TOLIMA: Anthony Silva; Gerardo Vallejo, Yair Arrechea, Julián Hurtado e Félx Noguera; Jhon Hurtado, Gustavo Bolívar, Diego Chará e Rafael Castillo; Elkin Murillo e Wilder Medina
Técnico : Hernán Torres

CRUZEIRO: Fábio, Pablo, Gil, Victorino e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Henrique, Roger e Montillo, Wallyson e Wellington Paulista
Técnico : Cuca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.