Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruzeiro empata com Bahia e completa dez jogos sem vencer

Jogo entre adversários diretos na luta contra o rebaixamento não teve gols no estádio do Pituaçu

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

O Cruzeiro segue sem vencer no Brasileirão. O time mineiro completou dez rodadas sem triunfos na competição depois de empatar em 0 a 0 com o Bahia, em Salvador. O time mineiro fez um primeiro tempo apático, mas acordou na segunda etapa. Nada suficiente para trazer o resultado positivo. O empate acaba sendo ruim para os dois times, que seguem ameaçados pelo rebaixamento.

Veja a classificação completa do Campeonato Brasileiro

Os jogadores do time mineiro lamentaram mais uma rodada sem vitórias. "Já são dez rodadas sem vencer. Temos que buscar os pontos em casa agora", afirmou o zagueiro Léo, se referindo às duas partidas que o time mineiro faz em Sete Lagoas na sequência. O Cruzeiro ainda não venceu no returno do Brasileirão.

Leia também: Presidente do Cruzeiro admite interesse pela volta de Kleber

O Bahia começou a partida pressionando, empurrado por sua torcida. E a principal opção da equipe de Joel Santana era o jogo aéreo, buscando o alto atacante Souza. O centroavante levou a melhor sobre a defesa celeste em duas cabeçadas, que pararam nas luvas de Fábio. Uma delas foi um verdadeiro milagre, espalmando no contrapé. Outro bom momento dos baianos foi em uma bomba de Fabinho de fora da área, que obrigou o camisa 1 do Cruzeiro a trabalhar novamente.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba notícias do seu time em tempo real

E Souza ganhava todas pelo alto, até mesmo na sua defesa. O camisa 9 do Bahia cabeceou contra o próprio patrimônio e quase fez gol contra, evitado por Marcelo Lomba.

“Está muito quente, a equipe deles ataca de forma rápida. Temos que segurara bola no ataque”, receitou o volante Marquinhos Paraná na saída do primeiro tempo.

O Cruzeiro voltou mais animado para a segunda etapa. Montillo cruzou e Roger chegou atrasado, desperdiçando boa oportunidade. Percebendo o bom momento do seu time, Vágner Mancini colocou sangue novo no ataque, substituindo Roger por Elber. E o jovem meia cruzeirense acertou a trave logo em seu primeiro lance.

Everton obrigou Marcelo Lomba a trabalhar em bom arremate de fora da área. Precisando da vitória, Joel Santana também tentou mudar a sorte de seu ataque com as entradas de Lulinha e Reinaldo.

Mas a pontaria estava falha dos dois lados e o zero não saiu do placar no estádio de Pituaçu.

FICHA TÉCNICA- BAHIA 0X0 CRUZEIRO
Local: Estádio do Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 12 de outubro de 2011, na quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés e Jackson L.Massarra dos Santos, ambos do Rio de Janeiro
Renda: R$265.110,00
Público: 13.904 pagantes
Cartões amarelos: Fahel e Titi (BAH)

BAHIA: Marcelo Lomba; Gabriel (Danny Morais), Paulo Miranda, Titi e Dodô; Fahel, Fabinho, Camacho (Lulinha) e Maranhão; Jones Carioca (Reinaldo) e Souza
Técnico: Joel Santana

CRUZEIRO: Fábio; Vítor, Léo, Victorino e Everton; Marquinhos Paraná, Charles, Roger (Elber) e Montillo; Keirrison (Ortigoza) e Wellington Paulista (Anselmo Ramon)
Técnico: Vágner Mancini

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente o empate com o Bahia

Leia tudo sobre: CruzeiroBahiaBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG