Time mineiro reclama de gol mal anulado e de pênalti não dado no segundo tempo no Beira-Rio

O técnico Joel Santana estava revoltado com o juiz Wilton Pereira Sampaio depois da partida contra o Internacional, no Beira-Rio . Os jogadores do Cruzeiro cercaram o árbitro depois do apito final para reclamar e o zagueiro Gil acabou expulso. Para Joel Santana, a atuação de Wilton Pereira foi uma das “maiores garfagens” que ele já viu.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Três lances mereceram reclamações dos cruzeirenses. O primeiro foi o pênalti em D´Alessandro na primeira etapa, quando a falta teria sido cometida ainda fora da área. Já na segunda etapa, um gol de Anselmo Ramon foi mal anulado, quando o bandeira assinalou impedimento. Montillo ainda foi derrubado na área e o trio nada marcou.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

“Compromete tudo. Hoje eu vi uma das maiores garfagens do futebol. Não teve coragem de apitar o que viu no jogo. A própria torcida do Inter não está saindo satisfeita. Um absurdo o que esse cara fez hoje. Ele afrouxou. Depois eu falo e a CBF me coloca 30 dias. Ele faz o que fez e não acontece nada”, disparou Joel Santana.

O volante Leandro Guerreiro também estava indignado. “Temos que ter sangue de barata para agüentar um arbitro desse. Pênalti foi fora da área (em D´Alessandro) e no Montillo ele não deu não sei porque. No Cruzeiro é assim. Temos que lutar contra um time bom e contra o arbitro também. Queremos apenas que o árbitro marque o que aconteceu”, disse o volante cruzeirense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.