Dirigente do time mineiro afirmou em rádio que não pretende aceitar nenhum jogador corintiano como moeda de troca

selo

O Corinthians terá de buscar um outro meia direita para 2012. Pelo menos é que garante o presidente do Cruzeiro , Gilvan Tavares. Eleito recentemente, o dirigente garante que não vende o argentino Montillo . "Nem por 6 milhões e mais o time do Corinthians inteiro. Não negocio o Montillo", afirmou o cartola à rádio Estadão ESPN.

Veja também: Corinthians pode oferecer R$ 14,5 milhões e Jorge Henrique por Montillo

Recentemente, os dirigentes do time paulista fizeram uma sondagem sobre o preço do craque cruzeirense. Se assustaram com o valor de 20 milhões de euros (cerca de R$ 45 milhões). Mesmo assim, não se deram por vencidos.

A estratégia, agora, é incluir jogadores na negociação. Jorge Henrique seria uma boa moeda de troca , pois não vive clima confortável com dirigentes do Corinthians e já estava nos planos dos mineiros no início da temporada. Outros nomes, como Morais , e alguns jovens da base também poderiam entrar na negociação, além de uma compensação financeira. O Corinthians se dispõe a oferecer até R$ 15 milhões.

E mais: Filho de Montillo é operado, mas meia enfrenta o Corinthians

A declaração do dirigente celeste de que não negocia sua principal estrela não frustra o plano corintiano. No clube, eles dão como certo que é possível, sim, contratar o jogador. As palavras fortes de Gilvan Tavares seriam apenas consequência da situação delicada do Cruzeiro na tabela do Brasileiro e da proximidade com o duelo com o próprio Corinthians, domingo, em Sete Lagoas.

Com a temporada chegando ao fim, os corintianos já sondam o mercado para saber o preço dos principais nomes dos clube. Douglas , do Grêmio , Kléber , do Palmeiras , e Réver , do Atlético-MG são nomes que fazem partes dos planos para 2012.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.