Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruzeiro campeão: veja os destaques de mais um título estadual

iG analisa elenco e mostra quem foram os principais jogadores de mais uma conquista. Vote no seu escolhido

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Fábio * * * * * 14 jogos/11 gols sofridos
Atleta que mais esteve em campo no Estadual. Capitão do time e regular como sempre, garantindo resultados importantes.

Vipcomm
O goleiro Fábio passa a segurança da qual a defesa do Cruzeiro precisa


Pablo * * * * 12 jogos
Fez um grande Estadual, principalmente no setor defensivo e nos desarmes. Contundiu-se na “Hora H” e não conseguiu recuperar a velha forma.

[]Victorino * * * 6 jogos
Chegou depois e foi pouco utilizado no Mineiro. Seguro e experiente, passando calma para o setor defensivo.

Gil * * * * 13 jogos/2 gols
Conseguiu se firmar em um setor de muita concorrência. Eficaz nas bolas aéreas, fez uma boa dupla com a chegada de Victorino

Gilberto * * * *10 jogos/2 gols
Foi utilizado tanto no meio-campo quanto na lateral. Pela idade avançada, foi poupado de algumas partidas do Estadual. Grande gol no clássico final contra o Atlético-MG.

Marquinhos Paraná * * * * 11 jogos
Em um meio-campo cheio de craques, fez o seu trabalho com discrição e eficiência. Voltou a ser o Paraná de outros tempos de Cruzeiro.

Henrique * * * * * 11 jogos/2 gols
Seu grande futebol, principalmente na primeira metade do torneio, o levou para a seleção brasileira. Marcação forte e boa chegada ao ataque.

Roger * * * * 7 jogos
O mesmo talento de sempre, com um futebol clássico e cheio de toques refinados. Se estranhou com Cuca no começo do torneio, mas depois virou titular.

Montillo * * * * * 10 jogos/6 gols
Camisa 10 e maestro da equipe. Repertório variado, que vai desde golaços a assistências primordiais para gols de companheiros. Humilhou o América-TO na semifinal.

vipcomm
O argentino Montillo se firma como ídolo da torcida cruzeirense


Thiago Ribeiro * * * * 12 jogos/8 gols
Início de Mineiro instável, indo até para o banco. Mas voltou com tudo e foi o artilheiro do Cruzeiro na competição.

Wallyson * * * * *14 jogos/6 gols
Ganhou a condição de titular no decorrer da competição e virou peça indispensável no ataque. Muitos gols e velocidade pelas pontas. Golaço na última partida do Campeonato.

Wellington Paulista * * 7 jogos/3 gols
Começou como titular, mas a “seca de gols” o colocou no banco e resultou até mesmo na transferência para o Palmeiras.

Rômulo * * 2 jogos
Teve todas as chances e não se firmou. Acabou indo para o Atlético-PR.

Léo * * * 9 jogos/3 gols
Firme quando foi solicitado. Fez boas partidas entre os titulares e ainda fez seus gols.

Diego Renan * * * 8 jogos/1 gol
Regular, perdeu o posto de titular para Gilberto na lateral-esquerda. Insatisfeito, chegou até a pedir para sair do Cruzeiro.

Pedro Ken * 4 jogos
Ainda não mostrou a que veio no Cruzeiro. Entrou em poucos jogos, só para compor o elenco.

Dudu * * * 8 jogos/2 gols
Boa peça de reposição, foi importante no segundo tempo. Deu trabalho aos defensores adversários com dribles e velocidade.

André Dias * 6 jogos/2 gols
Pouquíssimo utilizado. Seu único lampejo foi o gol da vitória sobre o Villa Nova.

Leandro Guerreiro * * * 12 jogos
Polivalente, chegou e se adaptou rápido ao time. Conseguiu conquistar a titularidade ao longo do Estadual, jogando como terceiro zagueiro, lateral ou volante.

Edcarlos * * 3 jogos/2 gols
Perdeu espaço em 2011 e quase não jogou no Campeonato Mineiro.

Naldo * 1 jogo
Entrou em apenas um jogo, quando o time foi todo formado por reservas.

Everton * * * 12 jogos
Importante no esquema de Cuca, jogou tanto na lateral-esquerda quanto no meio-campo.

Farías * * 7 jogos/2 gols
Muita vontade, típica dos argentinos. Mas foi só.

Ortigoza * * * 6 jogos/1 gol
Demorou para entrar em forma, mas foi importante em alguns jogos. Marcou um golaço por cobertura contra o Democrata-GV.

Fabrício Carioca * 1 jogo
Não teve chances. Entrou em apenas um jogo.

Reis * 1 jogo
Última opção no ataque. Também participou de apenas um jogo.

Rafael * e 1 jogo/1 gol sofrido
Sombra do Fábio, só teve a chance de jogar uma vez e ainda vacilou no gol do América-TO.

Fabrício * * 2 jogoa
Voltou de contusão nos dois últimos clássicos na final e mostrou muito empenho.

Leia tudo sobre: CruzeiroCampeonato Mineiro 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG