Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruzeiro aposta no sócio-torcedor para segurar seus jogadores

Clube lancará novo programa e convoca torcida para aumentar as receitas em 2012

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Toda a novela envolvendo a negociação de Montillo com o Corinthians e as contratações modestas para a temporada 2012 deixaram o torcedor do Cruzeiro preocupado. Estaria o clube mineiro sem dinheiro para competir de igual para igual com os principais clubes brasileiros? A diretoria assume que a realidade é outra, mas confia no programa sócio-torcedor para equilibrar as contas.

Leia também: Presidente do Cruzeiro diz que Montillo terá que cumprir o contrato

Desde que as novas cotas de televisão foram estabelecidas no ano passado, o Cruzeiro já assumia que seu poder de contratação diminuiria quando comparado ao de clubes como Flamengo e Corinthians, que recebem praticamente o dobro pelos direitos de transmissão.

Veja também: Novos zagueiros esperam repetir o sucesso da Série B no Cruzeiro

Divulgação
Obras no Mineirão dificultaram o programa de Sócio-torcedor do Cruzeiro

A solução encontrada pelo novo presidente cruzeirense é antiga, mas que pode ganhar novo fôlego com a volta do estádio Independência: o programa de sócio-torcedor. "Foi até bom esse assunto ter surgido agora, já que os valores da televisão são bem diferentes para nós. A única maneira de competir com esses clubes é com o programa de sócio-torcedor, assim como já fazem bem Internacional e Grêmio no Rio Grande do Sul", afirmou o presidente cruzeirense.

Assim como o Cruzeiro, o Atlético-MG também estuda lançar seu programa e a rivalidade entre as duas equipes pode aumentar o número de sócios. "Fiquei sabendo que nosso rival também vai lançar o programa deles. Convoco e desafio a torcida cruzeirense a ter mais sócios do que eles, para que depois possamos ultrapassar o Internacional e se tornar o clube com mais sócios no Brasil", conjecturou Gilvan de Pinho Tavares.

O próprio técnico do Cruzeiro, Vágner Mancini, sabe que a torcida está meio desconfiada com as contratações do time celeste para 2012, mas lembra que os tempos são outros. "Sei que o torcedor esperava por nomes mais conhecidos, mas temos que nos adequar à realidade do clube. Acredito que esses atletas contratados podem vingar com a camisa do Cruzeiro. Muitos atuaram por times rebaixados, mas se destacaram", justifica-se Mancini.

O estádio Independência deve ficar pronto para a fase final do Campeonato Mineiro, enquanto o Mineirão só tem previsão de término de obras em dezembro. A diretoria explica que a volta do programa sócio-torcedor do Cruzeiro está diretamente relacionada aos estádios em Belo Horizonte, já que o clube estava mandando suas partidas em Sete Lagoas.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente a nova realidade do clube

Leia tudo sobre: Cruzeirosócio-torcedor

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG