Tamanho do texto

Torcida do Cruzeiro não está satisfeita com a campanha no Brasileiro. Time pode terminar a rodada em 15º

null

Os torcedores do Cruzeiro que foram à Vila Belmiro neste sábado, quando a equipe mineira perdeu por 2 a 1 para o Santos , protestaram após a partida. O técnico Emerson Ávila, que ouvia gritos de "time sem vergonha" enquanto concedia entrevista coletiva, aprovou a postura de seus jogadores e discordou da ira vinda das arquibancadas.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

"Essa pressão toda da torcida, não acredito que seja justa. A equipe buscou o resultado, os jogadores não podem ser cobrados por falta de empenho e dedicação no jogo de hoje (sábado)", rebateu o treinador, substituto de Joel Santana.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time

Ávila minimizou até a sequência de quatro jogos sem vitórias (três derrotas e um empate), mas reconheceu que a proximidade com a zona de rebaixamento já começa a preocupar.

"O que está acontecendo conosco tem acontecido com vários, não é só o Cruzeiro. Tem equipe até numa condição melhor com uma sequência ruim, sem vitórias. Mas nossa situação é bem desconfortável, temos que trabalhar", argumentou o comandante.