Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cruyff já vê Daniel Alves fora do Barcelona

Brasileiro vem negociando renovação de seu contrato com clube catalão, mas interesse do Manchester City pode tirá-lo do Camp Nou

Gazeta Esportiva |

Envolvido em negociações para renovar seu contrato com o Barcelona, o lateral-direito Daniel Alves está sendo procurado pelo Manchester City. De acordo com holandês Johan Cruyff, ídolo e ex-presidente de honra do time catalão, se a proposta do clube inglês for verdadeira, não faz sentido a diretoria se esforçar para manter o jogador.

De acordo com o jornal Mundo Deportivo, Daniel Alves recebeu uma oferta de oito milhões de euros (R$ 18 milhões) por ano do City, bem superior à de seis milhões (R$ 13 milhões) que o Barcelona propôs pela renovação. Além disso, os ingleses pagariam 25,8 milhões de euros (R$ 58,5 milhões) pela transferência, 10 milhões de euros (R$ 22,6 milhões) a menos do que os catalães gastaram para tirá-lo do Sevilla.

"O Barcelona é um time sensacional, com Daniel Alves ou sem ele. Melhor mantê-lo no grupo? Claro. É certa a oferta que dizem ter o Manchester City? Se sim, nem tente segurá-lo. E nada de esperar que termine seu contrato (no meio do ano que vem) e saia de graça. Ninguém questiona sua qualidade, mas dois milhões de euros brutos a mais por temporada que a melhor oferta do Barça? Poucas negociações podem ser mais claras", escreveu em sua coluna no jornal El Periódico. "Quando vem um clube como o City e rompe suas barreiras salariais não há disputa possível. Ele não é vilão por ter a oferta que tem, como tampouco o clube por não chegar ao que oferecem".

Segundo Cruyff, o clube ofereceu a Daniel Alves um salário de terceiro nível, ao lado de jogadores como o capitão Carles Puyol, o zagueiro Gerard Pique, o goleiro Victor Valdés e, em breve, o volante Sergio Busquets. Em um segundo nível estão Xavi, Iniesta e David Villa. O maior salário, naturalmente, é do argentino Lionel Messi.

"O clube o vê no nível três. Quer o dois? Está em seu direito, mas sinto que deseja porque outro oferece essa quantidade e não pelo seu papel no time", cutucou o holandês.

Leia tudo sobre: barcelonaManchester CityCruyffespanhafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG