Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cristóvão teme desgaste no jogo de volta contra o Universitário

Técnico do Vasco diz que obrigação de fazer 3 gols na Sul-Americana semana que vem vai gerar tensão nos jogadores

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O Universitário não é um adversário tecnicamente limitado como o Aurora, da Bolívia. Assim, a goleada de 8 a 3 na semana, pela Copa Sul-Americana , não serve de parâmetro para o compromisso contra o peruanos, dia 9, em São Januário, pela partida de volta das quartas de final do torneio continental. Na noite desta quarta-feira, em Lima, o time foi derrotado por 2 a 0 . Para se classificar, o Vasco terá de vencer por diferença de três gols. Aí reside o perigo. O técnico Cristóvão Borges teme o cansaço da equipe.

Vasco é o vice-líder do Brasileirão. Veja a tabela de classificação

“Entrar em campo com a obrigação de marcar três gols gera um desgaste muito grande”, destaca o treinador, que antecipa a escalação de jogadores experientes nesta partida.

Veja também: Diego Souza reconhece que Universitário foi superior ao Vasco

A exemplo do jogo no Rio com o Aurora, o Vasco poupou poucos titulares. O resultado foi a histórica goleada. No segundo tempo, o treinador tentou levar o time à frente, trocando o volante Diego Rosa por Leandro. Se fizesse um gol, a vitória simples por 1 a 0 dia 9 asseguraria a vaga na semifinal. Como isso não aconteceu, o Vasco terá quase sua força máxima de novo na semana que vem.

Siga o Twitter do iG Vasco e receba notícias do time em tempo real

"Mas isso é feito de uma forma que a gente possa alcançar a classificação, mas sempre preservando os atletas para o time tenha um bom desempenho no Campeonato Brasileiro”, observou Cristóvão. “Pode ser que a equipe tenha mais jogadores que ficaram no Brasil”, completou o treinador.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos
 

Leia tudo sobre: vascocristóvãocopa sul-americana 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG