Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cristóvão não esconde preocupação com jogo contra o Libertad

Técnico teme que fatores extra-campo tirem concentração dos jogadores em importante jogo pela Libertadores

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Transformar mal-estar em eficiência. Esta será a tônica de Cristóvão Borges na preleção com os jogadores antes da partida desta quarta-feira, em São Januário, contra o Libertad, pela Taça Libertadores . O jogo de ida, no Paraguai, semana passada , deixou marcas. E para evitar que o extra-campo prejudique o time, o técnico do Vasco vai trabalhar muito a paciência nas horas que antecederão a partida.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Agência Globo
Dedé foi vítima de racismo no Paraguai
Alguns aspectos foram determinantes para que o jogo de volta tenha ar de revanche. Houve briga, expulsão, suspeita de arbitragem parcial e cenas de racismo contra o zagueiro Dedé . Por tudo isso, o torcedor espera justificar a fama de Caldeirão de São Januário para deixar o time paraguaio psicologicamente pressionado. Cristóvão, por sua vez, quer que estes aspectos fiquem do campo para fora.

Edmundo faz gol em rachão no Vasco

"Senão, nos atrapalha. Terei muito trabalho até a hora do jogo para tirar os jogadores deste clima de tensão. Temos que transformar isso em eficiência. Um a um, vou conversar com eles na concentração", declarou o treinador cruzmaltimo.

Contra as cenas de racismo, o torcedor promete levar tinta negra para se pintar, numa alusão à história do clube, que lutou contra o racismo na década de 20. Fágner foi agredido na frente do árbitro e o adversário sequer foi advertido com cartão amarelo. Fora a aguardada catimba paraguaia.

Com quatro pontos, o Vasco ocupa a segunda posição no Grupo 5 da Libertadores, e precisa vencer em casa para voltar a respirar aliviado na competição. O time estreou com derrota de 2 a 1 para o Nacional, do Uruguai . A Libertadores é a principal disputa do Vasco este ano. Assim, os jogadores precisam se redimir em casa.

"Vejam quantos aspectos importantes reúnem este jogo. Para a gente vencer, o time precisa estar concentrado apenas no jogo, no adversário. Qualquer fator que tire a atenção deles pode destruir nossa estratégia".
 

Leia tudo sobre: vascocristóvãolibertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG