Tamanho do texto

Auxiliar diz que conversa com os jogadores na segunda-feira ajudou o time do Vasco a se manter concentrado

nullDesde a internação de Ricardo Gomes, domingo, o auxiliar Cristovão se preocupou em manter os jogadores do Vasco concentrados no jogo contra o Ceará , que seria realizado apenas três dias depois. A oportunidade de ser líder do Campeonato Brasileiro e realizar os desejos do treinador foram os objetivos traçados para ajudar o grupo a se reerguer depois do baque no clássico com o Flamengo. Deu certo.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

Com a vitória por 3 a 1 , no mesmo dia em que Ricardo Gomes deu os maiores sinais de melhora , o Vasco se manteve no grupo dos quatro primeiros colocados. As palavras de incentivo da arquibancada ao treinador e as homenagens feitas pelos jogadores refletiram o pensamento do grupo em campo, com gols e dedicação em tempo integral.

“Tivemos uma reunião segunda-feira para cuidar desse sentimento. O tempo era muito curto. Conversamos com o grupo para que conseguisse continuar concentrado na partida. Falamos que essa vitória seria importante por muitos motivos. Teríamos a oportunidade de assumir a liderança, dependendo dos outros resultados, e sabíamos que era o que o Ricardo queria. Ele vai ficar feliz quando souber que vencemos com todas as dificuldades”, disse Cristovão.



Antes do jogo, os dois times entraram em campo juntos, cada um com uma faixa de apoio ao treinador. Os jogadores e o trio de arbitragem deram as mãos em torno do grande círculo e rezaram o Pai Nosso acompanhados pelos pouco mais de cinco mil torcedores presentes em São Januário.

“Eu tenho ficado arrepiado com muitas coisas que tenho visto. Li um texto na internet, vi tantas manifestações. É tocante. Quem convive com o Ricardo, sabe o que ele representa. É meu amigo. Isso tomou uma dimensão grande, uma unanimidade. Fico orgulhoso por isso, vendo o mundo inteiro rezando por ele. As últimas horas foram só de notícias boas”, comentou Cristovão.

Siga o Twitter do iG Vasco e receba notícias do time em tempo real

Consciente de que a situação do treinador poderia atrapalhar o rendimento dos jogadores em campo, Cristovão fez questão de elogiar o grupo. Eles souberam assimilar o duro golpe e fizeram uma boa exibição, principalmente no segundo tempo, quando marcaram os três gols da vitória.

“Os jogadores assumiram uma missão difícil, mas que têm condições de carregar”, disse Cristovão. “Jogamos bem no primeiro tempo, mas não fizemos o gol. Corria o risco ali de ansiedade atrapalhar o desempenho. Conversei com eles, lembrando que havia mais 45 minutos pela frente. Continuamos organizados e isso foi determinante para a vitória”, emendou.