Média de 0,8 gol por jogo em 2012 dá respaldo a atacante, que já desperdiçou três cobranças este ano

O pênalti desperdiçado no empate em 1 a 1 com o Resende no fim de semana pelo, Campeonato Carioca , foi o terceiro de Alecsandro nesta temporada. Antes, perdera diante do Alianza (Peru) , pela Taça Libertadores . Mas os números depõem a favor do atacante. Só em 2012, ele balançou a rede 12 vezes em 15 jogos. No ano passado, atingiu a marca de 13, mas em 39 partidas.

Confira a classificação da Taça Rio

Além do aproveitamento este ano ser melhor, Cristóvão Borges defende o atacante. Segundo o técnico, Alecsandro é dono de um dos melhores aproveitamentos nos treinos.

Leia também: Dinamite confirma volta de Carlos Alberto ao Vasco na terça-feira

Alecsandro tem média de quase um gol por jogo este ano
AE
Alecsandro tem média de quase um gol por jogo este ano
“Alecsandro treina pênaltis diariamente. Eu confio no potencial dele, sei que o jogador sabe fazer bem aquela função. Mas, às vezes , o atleta vive situações adversas e psicológicas dentro de uma partida. Recentemente a gente viu isso com o Loco Abreu . Ele andou perdendo pênalti, mas nem perdeu a confiança”, discursou Cristóvão, a princípio convicto de que o camisa 9 permanece como principal cobrador do time.

Parte desta confiança do treinador está no aproveitamento de Alecsandro. Tanto que após errar a cobrança contra o Resende, ele foi lá e marcou, de cabeça, o gol de empate. No ano passado, a média de gols do atacante foi de 0,33%. Em 2012, os números cresceram assustadoramente: 0,8% - quase um por jogo.

Parte disso de deve ao novo posicionamento do camisa 9. Antes, buscava a jogada fora da área. Agora, com a promessa de que não perderá a posição mesmo que o gol demore a sair - ano passado tinha a sombra de Elton -, Alecsandro passa os 90 minutos aguardando a chegada da bola.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.