Tamanho do texto

Premiado no Brasileiro, técnico discute renovação e não mostra intenção de deixar cargo de auxiliar

Agência O Globo
Cristóvão Borges e Diego Gomes, filho de Ricardo, recebem o prêmio de melhores treinadores
Cristóvão Borges, eleito o melhor técnico do Campeonato Brasileiro ao lado de Ricardo Gomes, não vê dificuldades na renovação do contrato de ambos com o Vasco para continuar no comando do time em 2012. Mas a boa temporada este ano leva Borges a fazer uma ressalva: com o desempenho em 2011, as cobranças no próximo ano serão maiores.

Confira os momentos mais marcantes do Brasileirão

Ao comentar sobre o retorno de Gomes, Borges procurou mostrar união com o técnico, que sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) durante a temporada, e deu a entender que não tem intenção de deixar de ser auxiliar e se tornar treinador. Não neste momento.

“É difícil definir quando o Ricardo vai voltar. Mas vai voltar, e enquanto isso vamos tocando o barco. A Libertadores traz mais responsabilidade, mas todo mundo quer disputar. O planejamento está sendo bem feito, já sabemos da vaga desde a Copa do Brasil. O grupo é difícil, mas o Vasco terá de impor seu futebol. Temos de pelo menos repetir o bom ano que tivemos”, avaliou.

Veja também: Sem Neymar, o vice-campeão Dedé vira o craque em premiação

Indagado sobre renovação e o desejo de se tornar treinador, Borges procurou não se precipitar. “A minha vontade é de ficar e já estamos conversando sobre isso. Daqui a pouco o Ricardo está aí, temos um trabalho muito legal juntos. Plantamos sementes que queremos colher agora em 2012. O Vasco deu um salto de qualidade e, para manter isso, é preciso trabalho.”

Leia ainda: Vasco já tem todo o planejamento para a Libertadores 2012

Ao comentar o seu maior desafio após o AVC de Gomes, Borges mostrou humildade. “O meu maior desafio era não atrapalhar, não mudar uma coisa que estava dando certo. Dar continuidade a um trabalho vitorioso. Com aquele acontecimento, claro que teve a pressão de dirigir um clube como o Vasco, a cobrança, exigência de resultados, mas foi um ano ótimo. Agora, as cobranças virão em cima do que fizemos neste ano, então temos de crescer, precisamos estar mais fortes para manter esse nível.”

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e comente sobre Cristóvão Borges