Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cristiano Ronaldo resolve e mantém Real Madrid na cola do Barcelona

Atacante marcou os dois gols da vitória do Real Madrid sobre o Valencia, neste sábado, no Santiago Bernabéu

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854618085&_c_=MiGComponente_C

A insistência do Real Madrid - e sobretudo de Cristiano Ronaldo - foi premiada. Neste sábado, o português marcou os gols da vitória da equipe merengue sobre o Valencia, por 2 a 0, no Santiago Bernabéu. Com o resultado, os comandados de José Mourinho chegam aos 35 pontos, dois a menos que o Barcelona, que bateu o Osasuna por 3 a 0, também neste sábado. Com 24 pontos, o Valencia é 5º.

Se os catalães levam vantagem na briga pela liderança após 14 jogos disputados, o torcedor do Real Madrid tem pelo menos um bom motivo para comemorar: com os gols decisivos que marcou, Cristiano Ronaldo voltou à artilharia isolada do Campeonato Espanhol, com 17 gols. Lionel Messi, que anotou dois na vitória do Barça, ficou com 15.


O jogo
O Valencia teve seus poucos minutos de superioridade no início do primeiro tempo, que se tornaria equilibrado quando o time da casa conseguiu acertar sua marcação. As melhores chances, por sinal, foram dos mandantes. Aos 35 minutos, Khedira tentou tocar por cobertura e viu o goleiro Guaita espalmar. Pouco antes do intervalo, Cristiano Ronaldo apareceu para tocar de letra e assustar.

No segundo tempo, o português comandou o ofensivo Real Madrid rumo ao gol que abriria o placar. Logo aos três minutos, ele obrigou Guaita a fazer defesa difícil. No lance seguinte, o arqueiro fez nova intervenção complicada em finalização de Di Maria, numa clara amostra de que seria difícil segurar o ímpeto do Real.

A situação do Valencia ficou ainda pior quando Albelda foi expulso. Os anfitriões cresceram ainda mais e, de tanto insistir, conseguiram abrir o placar ao 27 minutos, justamente com Cristiano Ronaldo, que disparou em velocidade, recebeu de Ozil na área e chutou firme para fazer 1 a 0.

Acuado durante a maior parte do confronto, o Valencia quase reagiu imediatamente. Aos 31, Casillas fez duas defesas seguidas em chutes de Benega e Soldado, salvando o Real, que logo conseguiu tranquilizar a situação, dominar o jogo novamente e ampliar a diferença, de novo com Cristiano Ronaldo, que invadiu a área pela direita, limpou a marcação e bateu com precisão, dando números finais ao jogo.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG