Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Crise no Flamengo é o principal ingrediente do clássico com Vasco

De olho na vaga antecipada na Taça Rio, cruzmaltino encara o rival em rota de colisão com a torcida

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O Clássico entre Vasco e Flamengo , às 18h30, na tarde deste sábado, no Engenhão, não tem o apelo de jogos entre os dois clubes de maior torcida do futebol carioca que marcaram história. Mas, desde a véspera, a partida é cercada de grande expectativa. Principalmente por parte do time rubro-negro, que, em crise, entrou em rota de colisão com a torcida.

Deixe seu recado e divida a notícia com outros torcedores

AE
Joel Santana está na mira dos torcedores
Ambos lideram suas chaves na Taça Rio – segundo turno do Campeonato Carioca. O Vasco, com 11 pontos, está no topo do Grupo B, seguido pelo Bangu (nove). Já o Flamengo está em primeiro no Grupo A, com 15. Restando apenas uma rodada, a vitória classifica a equipe de São Januário antecipadamente. Já os rubro-negros só ficarão com a vaga em caso de vitória e derrota do Botafogo (14) ou empate de Resende e Macaé (os dois com 12).

No entanto, antes de fazer conta, os dois times precisam superar as adversidades. Pelo lado rubro-negro, existe um clube em crise, com seu principal jogador, Ronaldinho Gaúcho , criticado pela torcida e falta de paciência com o técnico Joel Santana. No Vasco, a dificuldade será as ausência de Juninho Pernambucana e Dedé. O primeiro se recupera de uma cirurgia dentária ; enquanto o outro está fora de combate por quatro semanas devido a um edema ósseo .

Na manhã desta sexta-feira, o torcedor atirou ovo e pipoca no ônibus do Flamengo na chegada ao centro de treinamento do Ninho do Urubu. O goleiro Felipe foi um dos poucos a testemunhar a hostilidade, já que a maior parte do grupo ficou na concentração. Realista, avaliou o momento do time.

“A coisa está ruim para o nosso lado. Se não vencermos, a situação vai ficar bem pior mesmo. Estamos com um pé no inferno. A gente fala em ter tranquilidade e paciência, mas é difícil. O torcedor está chateado, ele tem razão, a única solução é protestar é no estádio. E a nossa saída é vencer para espantar a crise”, disse o goleiro rubro-negro.

Gazeta Press
Cristovão pede respeito ao minimiza a crise rubro-negra
No Vasco, a crise no Flamengo não significa vantagem no clássico. Pelo contrário. O futebol é pródigo em proporcionar viradas e voltas por cima quando um dos rivais está em queda. Assim, por se tratar do duelo de maior rivalidade em São Januário – considerado, inclusive, um campeonato à parte -, jogadores o comissão técnica pedem respeito ao adversário.

“A crise na Gávea é problema do Flamengo. Flamengo é um grande adversário. Sabemos que a rivalidade que existe. E este é o melhor momento para se resolver um monte de problemas. O Flamengo vai vir jogando uma decisão. Vai ser a dureza de sempre. O jogo em si é a dureza de sempre”, advertiu o treinador vascaíno, concluindo:

“A preparação continua. O jogo de amanhã também é bastante importante porque conseguindo a vitória consolidamos a classificação. Além da rivalidade, é um clássico de tradição”.

O Vasco vai mandar a campo seus principais jogadores. Os desfalques são Dedé e Juninho. Sem conquistar o estadual desde 2003, ainda que a prioridade seja a Copa Libertadores, as atenções estarão voltadas neste fim de semana ao Carioca também. O técnico do Flamengo, Joel Santana, pensa igual. E assim mandará a campo sua força máxima, já que a derrota pode custar até o seu emprego.

“Como é que eu posso pensar em poupar (jogadores)? Não estamos ganhando de ninguém. Precisamos vencer”.


FICHA TÉCNICA - VASCO x FLAMENGO
Local: Engenhão, Rio de Janeiro
Data: 7 de abril de 2012, sábado
Horário: 18h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Auxiliares: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Francisco Pereira de Souza (RJ)
VASCO: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Fabrício e Thiago Feltri; Rômulo, Fellipe Bastos, Felipe e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro
Técnico: Cristovão Borges
FLAMENGO: Felipe; Léo Moura, Marcos González, Welinton e Junior Cesar; Muralha, Willians, Bottinelli e Ronaldinho Gaúcho; Deivid e Vagner Love
Técnico: Joel Santana
 

Leia tudo sobre: vascoflamengocampeonato carioca 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG