Tamanho do texto

Divergências entre zagueiro e seu ex-treinador começaram em dezembro após queixa do brasileiro ao presidente do clube sobre técnico

O zagueiro brasileiro Cris , do Lyon , declarou nesta quinta-feira que perdeu três anos de sua carreira sendo comandado por seu ex-treinador Claude Puel. "Se ele tivesse ficado, eu teria pedido pra ir embora. Perdi três anos da minha carreira e sei que não vou recuperá-los", declarou o jogador em entrevista publicada nesta quinta-feira pelo jornal francês "Le Progrès".

Agora, com o treinador fora da equipe, Cris admitiu que está "muito contente" no clube e que tem pela frente uma nova temporada para esquecer as trocas de farpa com Puel e "começar do zero". As divergências entre o brasileiro e seu ex-treinador começaram em dezembro, quando a imprensa francesa revelou que, após uma derrota contra o Saint-Etienne, o jogador tinha se queixado do técnico ao presidente do Lyon.

O líder do clube organizou então uma reunião com ambos, mas a comunicação entre o capitão e o treinador não melhorou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.