Tamanho do texto

Time catarinense voltou a vencer na Série B, mas ainda desperdiçou chances e correu riscos na partida

O Criciúma cansou de desperdiçar chances ao longo da partida, mas conquistou a vitória de 2 a 0, contra o Vila Nova , no estádio Heriberto Hulse, e voltou a somar três pontos no Brasileiro da Série B. Já o time goiano continuou sua sina na competição e se complicou ainda mais na competição.

O time catarinense foi superior durante toda a partida e podia ter aplicado uma verdadeira goleada caso aproveitasse melhor as oportunidades no ataque. Mesmo assim, o segundo tempo foi marcado pelos gols de Zé Carlos, Schwenck e Pirão, que concretizaram a vitória da equipe, enquanto David Ceará diminuiu para os goianos.

Com a vitória, o Criciúma se reabilita na Série B e agora foca para conseguir uma sequência de vitórias que permita a arrancada da equipe na conquista pelo acesso. Enquanto isso, o Vila Nova se afundou ainda mais na zona de rebaixamento, e terá que torcer por tropeços de seus adversários diretos para escapar da degola.

Criciúma dominou o jogo e conseguiu a vitória importante contra o Vila Nova
Futura Press
Criciúma dominou o jogo e conseguiu a vitória importante contra o Vila Nova

O jogo
O Criciúma tentou aproveitar a fragilidade demonstrada pela defesa do Vila Nova nas últimas partidas da equipe e pressionou seu adversário no começo do jogo. Superior durante todo o primeiro tempo, o Criciúma fazia boas investidas ao ataque, mas pecava no último passe ou na finalização.

Logo aos quatro minutos, Zé Carlos levou grande perigo ao cabecear a bola e ver o goleiro Michel Alves espalmar pela linha de fundo. Já aos 27 minutos, o atacante cabeceou sozinho dentro da área, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Sempre pressionando a equipe goiana, o time catarinense teve a melhor chance de abrir o placar no fim do primeiro tempo. Aos 38 minutos de jogo, Thiago Silvy recebeu na entrada da área a mandou por cobertura, mas a bola caiu caprichosamente atrás do gol.

Na volta do intervalo, Marcel entrou no lugar de Thiago Silvy e conseguiu marcar o gol do Criciúma, que foi invalidado erroneamente. Aos dois minutos, o atacante recebeu bom cruzamento e, em posição legal, cabeceou para o fundo das redes. Entretanto, o bandeira paralisou a jogada, alegando impedimento.

O auxiliar ainda teria mais uma participação crucial no jogo, quando Schwenck recebeu sozinho e avançou em direção ao gol. Apesar da defesa de Michel Alves, a jogada também foi anulada pelo bandeira, que mais uma vez errou ao marcar impedimento.

Na sequência, Rogélio teve mais uma grande chance de abrir o placar, mas desperdiçou novamente. O jogador recebeu a bola dentro da área, dominou no peito, e quando estava frente a frente com o goleiro do Vila Nova, mandou a bola por cima do gol.

O marcador finalmente foi inaugurado aos 14 minutos da segunda etapa, quando Zé Carlos recebeu um bom passe e invadiu a área. O artilheiro chutou cruzado e conseguiu vencer o goleiro Michel Alves. Na comemoração, o artilheiro extravasou, subiu no alambrado e tomou o amarelo.

Aos 25 minutos, Schwenck conseguiu aproveitar o embalo do time catarinense e aumentar a vantagem do Criciúma. Pirão fez linda jogada na esquerda e cruzou na medida para o atacante anotar o segundo da equipe na partida.

Com a vantagem adquirida, os catarinenses diminuíram o ritmo e passaram a apenas administrar o resultado. Com isso, o Vila Nova teve espaço para diminuir o placar com David Ceará, que acertou um bom chute de fora da área e venceu o goleiro Andrey.

Sem se abater, o Criciúma conseguiu definir a partida aos 36 minutos, quando Pirão concretizou sua grande participação no jogo ao marcar o terceiro gol. O jogador aproveitou um belo cruzamento e cabeceou sozinho para garantir a reabilitação da equipe na Série B.