Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Criciúma vence o Duque de Caxias em São Januário

Primeira vitória do Criciúma na Série B 2011 teve até gol de bicicleta de Schwenk

Gazeta |

AE
Criciúma vence o Duque de Caxias fora de casa, chegando à vice-liderança provisória
Longe de seu torcedor, o Criciúma não se assustou e bateu o Duque de Caixas, neste sábado, em São Januário, por 2 a 1, com gols de Carmona e Schwenck - um golaço de bicicleta - no embate válido pela segunda rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Mesmo com a torcida ao seu favor no Rio de Janeiro, a equipe carioca não conseguiu reverter o placar negativo caindo para o 18º posto, enquanto o Criciúma pulou para a vice-liderança provisória do torneio, somando quatro pontos.

O jogo

Começando melhor, o Duque dominou os instantes iniciais do embate, com Somália levando perigo ao gol de Andrey em um chute forte. A resposta dos visitantes veio pouco depois com Roni em uma boa investida, sendo desarmado na sequência pela zaga do time carioca.

Na marca dos 14 minutos, Diogo Oliveira driblou a marcação e disparou um foguete para a meta adversária, que passou muito perto, levando perigo para o goleiro do Duque de Caxias. Após o bom lance, a equipe assumiu o controle da partida e dominou as principais jogadas ofensivas do primeiro tempo.

Entretanto, somente aos 40 minutos da etapa inicial, o Criciúma abriu o marcador com Pedro Carmona, aproveitando a sobra da zaga do Duque de Caixas para estufar as redes adversárias.

Ainda nos instantes finais, o Criciúma ampliou a vantagem para 2 a 0, com um gol de placa de Schwenck. Após uma cobrança de escanteio, aos 46 minutos, o atacante matou no peito e finalizou, de bicicleta, para marcar o segundo dos catarinense. Entretanto, Schwenck, que já tinha cartão amarelo, foi expulso após comemorar o gol com gestos obscenos na frente da torcida adversária.

Com um homem a mais, o Duque de Caxias retornou para o segundo tempo mais perigoso. Logo aos três minutos, Somália subiu mais alto que a defesa do Criciúma em uma cobrança de escanteio para cabecear e descontar para os anfitriões. Após o gol, o time carioca passou a dominar, entretanto, não conseguiu empatar a partida.

À frente no marcador e um com um homem a menos, o Criciúma adotou uma postura defensiva, apostando somente nos rápidos contra-ataques pela lateral do campo. Em uma boa cobrança de falta de Pirão, Lucca desviou com o braço para o gol do Duque de Caxias. Entretanto, a arbitragem, atenta, anulou o que seria o terceiro gol, mantendo o placar de 2 a 1 até o final.

FICHA TÉCNICA: DUQUE DE CAXIAS 1 X 2 CRICIÚMA

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 28 de maio de 2011 (Sábado)
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Cunha (GO)
Assistentes: Marco Moreira (GO) e João de Araújo (GO)
Cartões amarelos: Schwenck, Jackson e Roni (Criciúma)
Cartões vermelhos: Schwenck (Criciúma)

Gols: CRICIÚMA: Carmona, aos 40 minutos e Schwenck, aos 46 do primeiro tempo; DUQUE DE CAXIAS: Somália, aos três minutos do segundo tempo

DUQUE DE CAXIAS: Fernando; Léo, Bruno Costa, Santiago e Edu Pina (Galvão); Antônio (Frontini), Julio Cesar, Juninho (Leandro Teixeira) e Tony; Erick Flores e Somália.
Técnico: Alfredo Sampaio

CRICIÚMA: Andrey; Fábio Santana, Rogélio, Toninho e Marinho Donizete; Carlinhos Santos, Pirão, Diogo Oliveira (Jackson) e Pedro Carmona (Mariano Rubbo); Roni (Lucca) e Schwenck
Técnico: Edson Gaúcho

Leia tudo sobre: criciúmaduque de caxiassérie b 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG