Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Criciúma recusa ofertas pelo meia Roni

Multa rescisória do atleta é avaliada em R$ 2,6 milhões. Pai do jogador revela ligações de empresários

Gazeta |

O meia Roni, autor de três gols do Criciúma no Estadual e destaque da equipe neste início de temporada, tem despertado o interesse de empresários interessados em levá-lo para outros clubes. De acordo com informações do "Jornal da Manhã", de Criciúma, o presidente do clube, Antenor Angeloni, recusou propostas do futebol da Bélgica e da Rússia pelo atleta.

"Vim para o clube com 17 anos e ainda estou começando minha carreira. O ano de 2011 tem sido muito bom. Deixo isso para meu pai e empresários", declarou Roni, que tem contrato com o Criciúma até 2012, com multa rescisória de R$ 2,6 milhões.

O pai do jogador, Tito Lourenço Pinto confirma as sondagens, mas avisa que o clube do interior catarinense, que detém 70% dos direitos econômicos do atleta, é o responsável pela negociação.

"Só nesse ano uns três empresários me ligaram. Mas peço para procurarem o Criciúma", revelou Tito ao jornal.

Leia tudo sobre: CriciúmaMercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG