Após bater o Grêmio na decisão, clube catarinense conseguiu o título mais importante de sua história

No dia 2 de junho de 1991, o Criciúma conquistou o maior título de sua história: a Copa do Brasil. Comandada por Luiz Felipe Scolari, a equipe bateu o Grêmio na decisão, e ganhou o torneio de forma invicta, com uma campanha de seis vitórias e quatro empates.

Naquela Copa do Brasil, o Tigre eliminou Ubiratan-MS, Atlético-MG, Goiás e Remo até bater o Grêmio na decisão. Após um empate por 1 a 1 com o tricolor gaúcho no estádio Olímpico, as equipes ficaram no 0 a 0 no estádio Heriberto Hulse, o que assegurou o título ao Criciúma. Com a conquista, o time conseguiu uma vaga para a Copa Libertadores do ano seguinte, tornando-se o único clube catarinense a conseguir o feito até hoje.

Alexandre, goleiro titular naquela conquista, afirma que ainda é lembrado pelo feito realizado há 20 anos. "Sou apresentado como 'o goleiro campeão da Copa do Brasil pelo Criciúma'. Mas não tem como fugir disso. Ficamos marcados e, se perguntar para os torcedores mais antigos, eles ainda têm a escalação do time na ponta da língua", afirmou o ex-goleiro ao jornal A Tribuna , de Criciúma.

A equipe do Tigre que entrou em campo naquele 2 de junho de 1991 teve: Alexandre; Sarandi, Vilmar, Altair, Itá; Roberto Cavalo, Zé Roberto, Grizzo; Gélson, Soares e Jairo Lenzi. Vanderlei ainda entraria no jogo, no lugar de Grizzo, artilheiro da equipe na competição, com quatro gols marcados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.