De acordo com a nota divulgada pela entidade, o time carioca poderá ser multado em R$ 4.240,00

selo

A empresa Companhia Botafogo, vinculada ao clube para administrar e gerenciar o Engenhão, está irregular, informou nesta quarta-feira o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ). Segundo a entidade, a companhia botafoguense não tem registro no Crea e não apresenta profissionais habilitados para operar os equipamentos elétricos do estádio.

De acordo com a nota divulgada pelo Crea-RJ, o Botafogo já foi notificado e, se não apresentar nos próximos dias um responsável técnico competente pela operação do sistema de energia do Engenhão, poderá ser multado em R$ 4.240,00. Caso a exigência não seja cumprida, o Crea ameaça fazer denúncia ao Ministério Público.

O Engenhão já sofreu três apagões somente neste ano. A última queda de energia ocorreu no jogo entre o Botafogo e o Grêmio, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

"O clube vem demonstrando desconhecer a legislação e impedindo um trabalho sério do Crea-RJ em coibir o exercício ilegal da profissão. O Botafogo tem equipamentos de ponta, mas não está sabendo o que fazer", disse o presidente do Crea-RJ, Agostinho Guerreiro.

"A aparelhagem usada no estádio é uma das mais modernas do mundo, mas, para que tudo funcione corretamente, é necessário que se tenha o acompanhamento de profissionais legalmente habilitados na área da engenharia elétrica, o que não vem acontecendo", afirmou o presidente do Crea-RJ.

Segundo ele, é inadmissível que o único grande estádio em funcionamento atualmente no Rio, que também vai sediar no mês de julho os Jogos Mundiais Militares, apresente constantes falhas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.