Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Craques brasileiros e estrangeiros homenageiam Ronaldo

Anúncio do Fenômeno dá início a uma onda de mensagens de apoio e agradecimentos por todo o mundo da bola

iG São Paulo |

Nesta segunda-feira, o atacante Ronaldo, do Corinthians, anunciou o fim de sua carreira como atleta profissional. A decisão do Fenômeno repercutiu no mundo todo e gerou uma série de manifestações entre atletas e treinadores.

Na Europa, ex-companheiros de seleção brasileira, como Kaká e Luís Fabiano, e jogadores estrangeiros que admiram o "Fenômeno", lamentaram a aposentadoria do jogador por meio de suas páginas no Twitter. No Brasil, a aposentadoria de Ronaldo também foi tema obrigatório nos treinos dos grandes clubes.

Veja abaixo as manifestações em homenagem a Ronaldo:

Kaká, meia do Real Madrid:

 "Ronaldo, muito obrigado por tudo que você fez pelo esporte, pelo futebol, pelo Brasil e para milhares de pessoas."

Ronaldinho Gaúcho, meia do Flamengo:

"Ronaldo sempre foi o meu ídolo e sempre será assim. Me orgulho disso." (Leia mais: Orgulhoso da amizade, Ronaldinho enaltece carreira de Ronaldo.)

Luís Fabiano, atacante do Sevilla:

"Graças a Deus tive a honra de jogar ao lado dele. Uma dia, vou dizer aos meus netos que joguei ao lado de um dos maiores atacantes da historia."

Lucas, volante do Liverpool:

"O futebol está se despedindo de um dos maiores jogadores de todos os tempos. Pena. Eu não tive a oportunidade de jogar com Ronaldo."

Rio Ferdinand, zagueiro do Manchester United:

"Um dos melhores que já jogaram futebol. As lesões o impediram de ser o melhor da história. Farei uns minutos de silêncio."

Giuseppe Rossi, atacante do Villarreal:

"Um dos melhores atacantes que já vi. Ele fará falta."

Cesc Fábregas, meia do Arsenal:

"Um dia triste para o futebol. A lenda brasileira Ronaldo se aposentou. Eu sempre lembrarei de 1996/97. Ele foi o melhor que vi jogar em uma única temporada."

Andrés Iniesta, meia do Barcelona:

“Hoje disse adeus ao futebol um dos maiores... Obrigado Ronaldo por todos estes anos, você nos fez muito felizes.”

Rivaldo, meia do São Paulo:

“Para mim foi um privilégio ter jogado com o Ronaldo, um dos maiores que com quem pude jogar. É uma grande perda para o futebol brasileiro e mundial.” (Leia mais: Mais velho que Ronaldo, Rivaldo diz que está na marca do pênalti.)

Lucas, meia do São Paulo:

“É um dia triste pro futebol brasileiro e mundial. Perdemos a genialidade de um craque.”

Henrique, atacante do São Paulo:

“O Ronaldo é um mito. Não tem ninguém igual a ele. Uma pena, mas só o próprio jogador sabe a hora de parar.”

Felipão, técnico do Palmeiras:

"Se em 2002 eu entendia que poderia apoiá-lo e ele seria importante, neste momento quero dizer a ele que mais uma vez acredito na sua decisão e qualidade daqui para frente." (Leia mais: Felipão diz que Ronaldo marcou um grande gol ao se aposentar.)

Neymar, atacante do Santos:

"Quem não gosta do Ronaldo deve estar mentindo. Ele é um espelho para mim e para muita gente, por tudo o que passou na carreira. O Ronaldo conquistou muita coisa e espero alcançar, quem sabe, o mesmo sucesso. Foi uma carreira brilhante." (Leia mais: Neymar fala em dia triste para o futebol.)

Adilson Batista, técnico do Santos:

“Trabalhamos juntos no Cruzeiro no seu início de carreira e dirigi ele recentemente no Corinthians. Sabemos que ele é do bem, tem uma história maravilhosa, mas um dia tem que parar e era esse o momento que ele decidiu.”

Carlos Germano, treinador de goleiros do Vasco e companheiro de Ronaldo na Copa de 98:

“Para o futebol, é uma grande perda. Mas se ele parou, é porque achou que era o melhor momento. Ele sofreu, passou por muita coisa boa e ruim.” 

Felipe, meia do Vasco:

"O futebol sai perdendo. É tão raro hoje você ver em ação jogadores diferenciados como ele, e de repente ele se aposenta... Estamos todos tristes."

Fábio, goleiro do Cruzeiro:

"Tive muitas alegrias ao participar de convocações da seleção brasileira com ele. Pude ver de perto todo aquele potencial." (Leia mais: Goleiro que levou o último gol de Ronaldo diz que não fica marcado.)

Henrique, volante do Cruzeiro:

“Torço por ele desde que ele representou nosso país tão bem lá fora. Respeitamos e admiramos o Ronaldo pelo que fez em campo.”

Ricardo Berna, goleiro do Fluminense:

“Sempre me impressionou muito a sua capacidade de superação, pois, mesmo com o status de melhor do mundo, ele se recuperou de duas cirurgias muito delicadas, voltou a jogar futebol e mostrou talento, qualidade e profissionalismo.”

Colaboraram: Danilo Lavieri, Frederico Machado, Hilton Mattos, Levi Guimarães, Marcello Pires e Samir Martinez, com agências.

Leia tudo sobre: Futebol MundialCorinthiansRonaldoKakáLuís Fabiano

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG