Meia fez nove gols em 15 jogos e se destacou na campanha campeã do Guanghzou Evergrande

O meio-campista Dario Conca participou de apenas 15 partidas do Campeonato Chinês, o suficiente para que ele fizesse nove gols e fosse considerado, no início desta semana, como o melhor jogador da posição no futebol chinês.

Depois de se destacar com a camisa do Fluminense no Brasileirão de 2010, quando acabou sendo eleito o craque da competição e ajudou o time a se sagrar campeão nacional, Conca chegou ao futebol chinês como um dos mais bem pagos jogadores do mundo, e correspondeu às expectativas da torcida.

Com 68 pontos, 15 a mais que o vice Beijing Guoan, o Guanghzou Evergrande se sagrou campeão chinês e mostrou, através de sua assessoria, a felicidade pela premiação. "Estou feliz pelo reconhecimento aqui na China, mesmo com pouco tempo de clube. Esta experiência em um país tão diferente está me ajudando a amadurecer ainda mais. É muito bom tudo o que está acontecendo", afirmou o jogador, cuja esposa Paula está grávida, proporcionando outro motivo de contentamento.

Recentemente, o Guanghzou lançou produtos com o rosto de Conca, além de uma camiseta especial com uma estrela acima do escudo, representando a primeira conquista nacional. O time é de propriedade de Xu Jiayin, um dos 200 homens mais ricos do mundo, que investiu pesado para que o time faturasse os títulos da Segunda Divisão, na última temporada, e da elite, já em 2011.

Com o talentoso argentino no elenco, o clube conquistou a competição nacional cinco rodadas antes do fim. A convivência com os brasileiros, inclusive, ajuda a aliviar a saudade que Conca demonstrou sentir do Brasil em entrevista do diário "Olé".

"Aqui na China me tratam muito bem. Posso passar por muitos clubes, mas nunca vou sentir o mesmo que senti no Brasil", disse, encantado com os chineses, mas saudoso do Brasil e do Fluminense, onde a camisa 11 ficou órfã até a chegada do compatriota Manuel Lanzini, novo xodó da torcida.

Muriqui é o melhor
A quinta-feira também foi de festa e muita comemoração para o atacante Muriqui, ex-Vasco da Gama e Atlético-MG. Artilheiro do Campeonato Chinês, com 16 gols, ele recebeu o prêmio de craque da competição do maior jornal esportivo, o Titan Sports, e da maior emissora de TV do país, a CCTV.

"Estou muito feliz por tudo. Fico orgulhoso por receber esses prêmios porque eles representam o reconhecimento do trabalho que venho realizando na China. Terminei o Campeonato como artilheiro e campeão. Não poderia ter sido melhor. Os torcedores do Guangzhou tem um carinho fora do comum por mim", disse o brasileiro, cotado também para ser eleito o craque do campeonato pela federação de futebol da China, em festa que deve acontecer no final do mês.

Além de artilheiro, o avante também foi um dos maiores assistentes da competição. Ele deu passe para 10 gols do Guangzhou. Ele estará novamente em ação pelo Guangzhou Evergrande no próximo dia 26, quando enfrentará a Seleção do Campeonato Chinês, em jogo festivo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.