Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cortês troca nome e usa "apelido esportivo" Cortez no São Paulo

Lateral esquerdo resolveu alterar o sobrenome, como já foi ordenado a fazer em 2011 no Nova Iguaçu e no Botafogo

Gazeta |

O lateral esquerdo contratado pelo São Paulo no início do ano nasceu em 11 de março de 1987 como Bruno Cortês. Mas, no clube paulista, resolveu alterar seu sobrenome, como já foi ordenado a fazer em 2011, e adotar "Cortez" como um "apelido esportivo".

Veja também: Leão crê em cirurgia de Ceni e confirma desejo por novo goleiro

"Meu nome é Cortês com 's', mas, no Nova Iguaçu [em 2011], o presidente me pediu para coloca com 'z'. No Botafogo, joguei com 's' e com 'z', mas aqui no São Paulo pedi para colocarem com 'z'. Eu gosto. É um nome artístico", disse o jogador.

A dúvida surgiu depois da estreia do lateral no clube, nesse domingo, na goleada sobre o Botafogo de Ribeirão Preto, no Morumbi. Foi a primeira vez em que o jogador apareceu com o uniforme do São Paulo e a inscrição "Cortez". Na sua apresentação, a camisa tinha seu nome escrito como "Cortês", assim como nas matérias no site oficial do clube.

Leia ainda: Osvaldo se reúne com o São Paulo para fechar acordo

A opção por utilizar um nome diferente é do próprio lateral. Caso similar ocorre com Casemiro, cujo nome é Carlos Henrique Casimiro, com "i", e não com "e". A mudança é chamada no clube de adoção de "apelido esportivo".

No São Paulo, o que tem sido comum ultimamente é o fim dos apelidos. Nas categorias de base, todos são obrigados a adotar o nome ou sobrenome de batismo. No time profissional, recentemente, Marcelinho virou Lucas, Edson Ratinho se tornou Edson Ramos, Willian José passou a ser só Willian e Carlinhos Paraíba deixou seu "Estado" de lado, assim como Marcelinho Paraíba, entre outros casos.

Leia tudo sobre: são paulocortêscampeonato paulista 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG