Atual bicampeão paranaense despachou o time do Nordeste, no Couto Pereira, e vai encarar o Vasco na final

nullO Coritiba venceu o Ceará por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Couto Pereira, e se classificou para a grande final da Copa do Brasil. O gol da vitória foi marcado por Anderson Aquino. O primeiro jogo da semifinal terminara com empate sem gols, em Fortaleza.

O adversário do Coritiba na decisão será o Vasco, que venceu o Avaí por 2 a 0 , em Florianópolis. A primeira partida da final será disputada na próxima quarta-feira, dia 1º de junho, em local ainda a ser definido pela CBF.

A vitória desta quarta-feira pôs fim a um jejum de três partidas sem vitória por parte do Coritiba, atual bicampeão paranaense.

Depois de passar em branco na primeira etapa, mesmo pressionando, o time alviverde abriu o placar aos quatro minutos do segundo tempo, com Anderson Aquino, que recebeu passe açucarado de Rafinha e teve tranquilidade para achar espaço e arrematar para as redes.

O jogo
Como havia adiantado o técnico Marcelo Oliveira, o Coritiba tomou a iniciativa da partida e partiu para o ataque desde o início. Aos dois minutos, Davi já tentou o arremate, pela linha de fundo. A primeira grande chance surgiu aos sete minutos, em cobrança de falta de Anderson Aquino que Fernando Henrique foi buscar. Pressão total alviverde e, aos nove minutos, confusão dento da área, mas Aquino bateu em cima da defesa.

O Ceará simplesmente não conseguia passar da intermediária adversária e era fortemente pressionado. Aos 12 minutos, Demerson buscou o lançamento em profundidade e facilitou o trabalho da defesa alvinegra. Rafinha cobrou escanteio, três minutos depois, e Émerson desviou para fora. O time cearense chegou com perigo apenas aos 21 minutos e quase balançou as redes em um desvio de Lucas Mendes contra o próprio patrimônio.

O ritmo diminuiu um pouco, com o Coritiba ainda com maior volume, mas os visitantes começando a explorar os contra-ataques, revelando sua proposta de jogo. Aos 32 minutos, Bill foi lançado, mas ficou sem a bola no meio da defesa. Muita reclamação, aos 40 minutos, depois que Anderson Aquino foi travado por Diego Macedo na área. O árbitro mandou seguir. Aos 45 minutos, Rafinha chutou cruzado e Erivélton tirou dos pés de Bill para salvar.

No segundo tempo, o Coritiba voltou disposto a acabar com o sofrimento. Logo no primeiro minutos, Bill recebeu na cara do gol e chutou em cima de Erivélton. Até que, aos quatro minutos, Anderson Aquino, o jogador mais efetivo do time na partida, recebeu de Rafinha, abriu espaço e bateu com categoria para o fundo das redes. O gol deu a sensação de alívio, mas se transformou em um resultado perigoso, já que o empate a partir de então seria do Ceará.

O Ceará acordou e, aos 14 minutos, Vicente mandou um petardo que Edson Bastos espalmou. Um minuto depois foi a vez de Michel arrematar com perigo, pela linha de fundo. A resposta veio com Rafinha, aos 17 minutos, com uma bomba, para fora. Depois dos sustos, os paranaense voltaram a dominar a partida. Ligado, Rafinha partiu para a jogada individual, aos 20 minutos, rolou para trás e Vicente afastou.

O jogo era complicado para equipe da casa, que passou a sofrer pressão na reta final. Aos 27 minutos, da entrada da área, Nicacio cobrou falta e isolou. Aos 32 minutos, Léo Gago cobrou falta no ângulo e Fernando Henrique foi buscar. Júnior tentou resolver sozinho, aos 37 minutos e saiu com bola e tudo. O Alvinegro já não mostrava mais forças e restou ao Coritiba administrar o resultado até o final.

Sobraram cumprimentos para todos ao final dos jogos pela Copa do Brasil
Milton Trajano
Sobraram cumprimentos para todos ao final dos jogos pela Copa do Brasil

FICHA TÉCNICA - CORITIBA 1 X 0 CEARÁ

Local: estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 25 de maio de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA)
Cartões amarelos: Davi, Leandro Donizete e Edson Bastos (Coritiba); Fernando Henrique, Geraldo e João Marcos (Ceará)

Gol: Anderson Aquino, aos 5 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Edson Bastos; Jonas, Emerson, Demerson e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago, Rafinha e Davi (Geraldo); Anderson Aquino (Willian) e Bill (Leonardo)
Técnico: Marcelo Oliveira

CEARÁ: Fernando Henrique; Diego Macedo (Osvaldo), Erivélton, Fabrício e Vicente; Michel, Eusébio, João Marcos e Geraldo (Júnior); Iarley (Washington) e Marcelo Nicácio
Técnico: Vágner Mancini

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.