Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Coritiba vence, iguala recorde e continua isolado na liderança

Considerando o Paranaense de 2010, time está 27 jogos invicto depois que bateu o Arapongas por 2 a 0

Gazeta |

Mesmo com um jogador a menos desde o início da partida, o Coritiba mais uma vez mostrou sua superioridade e derrubou o azarão Arapongas, por 2 a 0, no Estádio Couto Pereira. Com o resultado, o clube alviverde continua isolado na liderança do Campeonato Paranaense 2011, cada rodada mais próximo do título antecipado e invicto. Ainda por cima, igualou o recorde de invencibilidade no Estadual: são 27 partidas, entre 2010 e 2011, marca já obtida duas vezes, em 1972-1973 e 1976-1977.

Logo aos 17 minutos de partida o Coritiba perdeu Rafinha, expulso. Mas, cinco minutos depois, Anderson Aquino sofreu penalidade. Na cobrança, aos 24 minutos, Marcos Aurélio abriu o placar. Depois do intervalo, aos 16 minutos, novamente Marcos Aurélio, o grande destaque do jogo, em uma linda jogada individual, mandou a bomba para fazer o segundo.

Na próxima rodada, o Coritiba volta a campo no sábado, quando enfrenta o Iraty, no Estádio Emílio Gomes, em Irati. Já o Arapongas recebe o Corinthians Paranaense, domingo, com ambos os times em busca de reabilitação na competição.

nullO jogo
Em meio a muita correria, ajudada pelo estilo do árbitro, que deixava a partida correr sem marcar muitas faltas, os times se estudavam. Aos quatro minutos, Léo Gago cobrou fala na área e a defesa afastou. O primeiro chute mesmo só aconteceu aos oito minutos, com Rafinha, que pegou rebote e mandou o petardo por cima da meta. Aos 11 minutos, Anderson Aquino recebeu com liberdade e perdeu o gol, de frente para o crime.

A partida era fraca no Alto da Glória. O árbitro, que não era muito rigoroso na marcação das faltas, não titubeou aos 17 minutos ao expulsar o meia Rafinha, do Coritiba, que deu um soco no adversário. Aos 23 minutos, Anderson Aquino invadiu a área e foi derrubado. Pênalti. Na cobrança, Marcos Aurélio, sempre ele, balançou as redes. O Arapongas tentou responder, aos 27 minutos, com uma batida de Wellington, no cantinho, que Edson Bastos foi buscar sem dar rebote.

Mesmo com um jogador a menos em campo, o Coritiba se portava bem. Aos 36 minutos, Lucas Mendes fez o lançamento em profundidade para Anderson Aquino que, no entanto, entrou em impedimento. O Arapongas levou perigo aos 38 minutos, com Wellington mandando a bomba de fora da área, por cima do gol. Antes do intervalo, o técnico Marcelo Oliveira também foi expulso, por reclamação.

AE
Marcos Aurélio, autor dos dois gols, é abraçado por Léo Gago em comemoração

Na segunda etapa, o Coritiba voltou pressionando e quase ampliou a vantagem no placar aos dois minutos, com Léo Gago, que arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Danilo a fazer a defesa em dois tempos. Aos seis minutos, quem tentou o chute de longe foi Rafael Mineiro, sem direção. A arbitragem continuava confusa, irritando os jogadores, espacialmente os coxas-brancas.

A inferioridade numérica não afetava o time da casa, que estava próximo do segundo gol. Aos 15 minutos, em jogada de efeito, Léo Gago tentou encobrir Danilo, que se recuperou e ficou com a bola. Porém, aos 16 minutos, Marcos Aurélio recebeu bom lançamento, cortou a defesa e fuzilou para o fundo das redes. Com a vantagem na contagem, o Coritiba diminuiu o ritmo, esperando para atacar nos contra ataques.

Sem muita alternativa, o Arapongas partiu para cima, mas sem muita organização. Aos 25 minutos, Wellington cobrou falta e Edson Bastos fez linda defesa. Grande destaque do jogo, Marcos Aurélio, aos 29 minutos, chapelou o marcador e lançou Aquino, que não alcançou. A equipe do interior chegou novamente com perigo aos 36 minutos, com Bruno Maranhão, desviando de cabeça em cima do goleiro. Substituído, Marcos Aurélio saiu de campo ovacionado.

Mais cedo
No final de tarde desta quarta-feira, mais duas partidas foras disputadas, abrindo a quinta rodada do segundo turno. Em Curitiba, no Eco Estádio Janguito Malucelli, o Corinthians Paranaense, em queda desde o final do primeiro turno, não passou de um empate em 2 a 2 com o Rio Branco, que segue somando pontos para tentar fugir da degola. Já o Iraty afundou o Cascavel na lanterna com uma vitória por 2 a 1 e desencantou no returno.

FICHA TÉCNICA - CORITIBA 2 X 0 ARAPONGAS

Local: Estádio Major Antonio Couto Pereira, Curitiba (PR)
Data: 23 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Bruno Boschilia e José Carlos Dias Passos
Cartões amarelos: Jeci (Coritiba); Alexandre (Arapongas)
Cartão vermelho: Rafinha (Coritiba)

Gols: CORITIBA: Marcos Aurélio, aos 24 minutos do primeiro tempo e aos 16 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Edson Bastos; Jonas, Jeci, Emerson e Lucas Mendes; Willian, Léo Gago, Rafinha e Davi (Marcos Paulo); Marcos Aurélio (Wilson Júnior) e Anderson Aquino (Everton Ribeiro). Técnico: Marcelo Oliveira

ARAPONGAS: Danilo; Gustavo, Bruno Matavelli (Rafael Mineiro), Douglas e Paim (Rogerinho); Alexandre, Marcelo Guerreiro, Wellington e Jocivalter (Val Ceará), Bruno Maranhão e Luciano. Técnico: Toninho Moura

Leia tudo sobre: coritibacampeonato paranaense 2011arapongasrecorde

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG